Silas Freire apoia luta por reajuste salarial de agentes de saúde

Os agentes de endemias e de saúde estão há 3 anos sem reajuste

Um grupo de agentes de combate à endemias (ACE) e agentes comunitários de saúde ( ACS) de todo país estiveram em Brasília reivindicando melhorias salariais da categoria. O deputado federal Silas Freire (PR) recebeu uma comissão de profissionais do Piauí e ainda acompanhou o grupo em audiência com o ministro da saúde, Ricardo Barros.

" São 11 mil agentes comunitários de endemias e de saúde que ganham apenas 1 mil e 14 reais e nós reconhecemos que esta categoria profissional é essencial, ainda mais em tempos de tantos riscos trazidos pela zyka, chinkungunya, dengue e febre amarela. Devemos valorizá-los pois é justo essa reclamação deles, afinal, eles que são o profissional de saúde mais presentes nas comunidades inspecionando as as residências, dando orientações e fazendo levantamentos que são tão importantes pra gente prevenir epidemias e combater essas doenças.", disse Silas.

Os agentes de endemias e de saúde estão há 3 anos sem reajuste salarial, tanto que no próximo ano se o salário mínimo subir vai ultrapassar o teto deles.

Após a visita dos agentes do Piauí em seu gabinete, Silas Freire fez questão de acompanhá-los na audiência com o ministro da saúde Ricardo Barros e apoiá-los em sua solicitação. O ministro prometeu fazer um grupo de trabalho junto aos prefeitos do Brasil inteiro pra tentar ficar um piso melhor para estes profissionais.

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Ascom