Sobrinho do presidente de Honduras, Roberto Micheletti, é assassinado

Impasse provocado pela crise política do país continua

Um sobrinho do presidente interino de Honduras, Roberto Micheletti, e o chefe da Indústria Militar, coronel Concepción Jiménez, foram mortos em incidentes separados, informou a Polícia Nacional nesta segunda-feira (26).

O sobrinho de Micheletti, Enzo, de 24 anos estava desaparecido havia dias. Seu cadáver foi achado ao lado do de outro jovem próximo a Choloma, no norte do país. Seu corpo foi reconhecido por familiares. Ele e o outro homem foram mortos a tiros. Já Jiménez foi atacado a tiros na noite de domingo em frente a sua casa na capital, Tegucigalpa, segundo Orlin Cerrato, chefe da polícia.

Os suspeitos são "três ou quatro jovens" que deixaram o local em um táxi. Segundo ele, a polícia trata os dois casos como crimes comuns, mas eles serão investigados de maneira apropriada. Os crimes ocorrem enquando o país segue paralisado pela crise política provocada pelo golpe de estado contra o presidente Manuel Zelaya, em 28 de junho.

Fonte: g1, www.g1.com.br