Superação: Engraxate passa na prova da OAB mas continua trabalhando

Joaquim se mudou para Goiânia em 2006 em busca de uma vida melhor

O engraxate Joaquim Pereira, de 26 anos, disse que vai continuar limpando e lustrando sapatos até dezembro deste ano, mesmo tendo passado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A partir do próximo ano, o jovem disse que vai aposentar a caixa de engraxar e vai se dedicar exclusivamente a advocacia.

Nascido em Monte Alegre de Goiás, Joaquim se mudou para Goiânia em 2006 em busca de uma vida melhor. Na capital, se matriculou em uma faculdade particular e pagou as mensalidades trabalhando como engraxate. Entre os principais clientes estavam advogados, juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO).

Depois de tentar seis vezes, passou na prova da OAB e já traça planos para o futuro. “Daqui uns dias, eu irei dizer com muita honra que fui engraxate e que através da caixa de engraxar eu consegui me tornar um advogado. Isso é motivo de orgulho. Em janeiro já quero ingressar na nova carreira. Daqui até lá, acredito que vão surgir várias oportunidades”, conta.

Image title

Na última sexta-feira (9), Joaquim foi homenageado por um escritório de advocacia em que ele tinha vários clientes. Agora, todos são colegas de profissão. Na ocasião, ele recebeu uma placa elogiando sua determinação. “Mais que uma bela historia de vida, de lutas e de vitórias, é através do seu exemplo de amor ao trabalho e imensa capacidade de superação que o qualifica não só como advogado, mas a um guerreiro que nos orgulha e nos enche de esperança”, diz o presente.

Image title


Fonte: Com informações do G1