Suposta família de Emílio Santiago se une em meio a briga por herança; veja

Supostos irmã e filho lutam na Justiça para reconhecer parentesco.

Em meio à luta para comprovar parentesco com o cantor Emílio Santiago e receber parte da herança estimada em R$ 10 milhões, a copeira Hercília Santiago e o produtor cultural Aleksandre Nunes dos Santos juram que encontraram um final feliz para a história, antes mesmo da decisão da Justiça. Em entrevista ao G1, os supostos filho e irmã do artista contam que já formaram uma nova família, apesar de terem se conhecido no meio de outubro.

?Começamos um relacionamento e estou muito feliz com isso. Pensei que estava tudo acabado, que não iria ter mais um pedaço do meu pai comigo?, diz Aleksandre.

Hercília, que já conhecia o "sobrinho" pela televisão, diz que o ama desde o primeiro momento. ?Hoje eu o amo mais ainda. Quando o vi, parecia que o conhecia há anos. Foi um presentão de Deus. Ele é um pedaço de mim que estava faltando.?

Emílio Santiago morreu aos 66 anos, em março deste ano, em função de complicações decorrentes de um acidente vascular cerebral isquêmico (AVC). A partir daí, começou uma briga judicial pela herança do cantor, avaliada em R$ 10 milhões. O professor universitário Márcio Tadeu Francisco, que se apresentou como namorado de Emílio, também luta pela sua fatia dos bens.

Família e carreira

Hercília conta que é irmã de Emílio somente por parte de pai, mas que desde criança sempre teve uma relação boa com o cantor.

"Eu era muito nova, mas lembro que ele ajudava meu pai no trabalho, saía com a gente para passear, tomava conta de mim e sempre foi tratado como um filho pela minha mãe. Depois, começou a fazer faculdade de direito, mas se encontrou no ramo da música. A partir daí, ele não quis saber de mais nada. Ele falava na mídia que não tinha parente, como a gente ia chegar perto dele?", desabafa.

Apesar de toda a mágoa, Hercília revela que era fã de Emílio. "Ele abandonou a família, mas apesar de tudo eu amava muito ele. Eu ia direto nos shows, mas não tinha coragem de falar com ele. Já o meu pai o acompanhava e morreu ainda mais apaixonado pelo Emílio. Se ele não fez em vida, ele faz em morte para mim e parar o filho dele", completa.

Aleksandre Nunes dos Santos conta que chegou a ter um pouco de convivência com Emílio depois que descobriu que ele era o seu pai, mas que não criou vínculo.

"Ele nunca me colocou para fora da casa dele, mas nunca teve a postura de me colocar para dentro. Ele era um homem muito enérgico, isso intimida a pessoa. Mas eu acho justo comigo e com a tia Hercília. Eu quero que as pessoas tenham a mesma imagem do Emílio Santiago, do cantor com postura invejável. A minha visão agora pouco importa, o que importa hoje é provar o meu DNA e acabar com isso tudo."

Enquanto Hercília e Aleksandre aguardam a decisão da Justiça sobre a divisão da herança do cantor e o resultado do teste de DNA, eles já fazem planos para o futuro e comemoram os novos laços. "Ela não quis saber o que eu era, o que eu tinha e o que eu ia fazer, eu também não. A gente só queria estar junto. O amor já tomou conta de tudo, o importante é isso. Isso é família", comemora o produtor cultural.

Hercília também acredita que o processo será uma vitória: "A gente vai vencer e onde o Emílio estiver, ele deve estar feliz".


Suposta família de Emílio Santiago se une em meio a briga por herança

Suposta família de Emílio Santiago se une em meio a briga por herança

Fonte: G1