Saúde: SUS e os novos remédios para hepatite C

Saúde: SUS e os novos remédios para hepatite C

Na última quarta-feira (25), o ministro da Saúde anunciou a inclusão no SUS de dois medicamentos para tratamento da hepatite C.

No Brasil, há cerca de 1,5 milhão de pessoas infectadas pela hepatite C, que é responsável por 70% das hepatites crônicas, 40% dos casos de cirrose e 60% dos cânceres primários de fígado. Da infecção até a fase da cirrose hepática pode levar de 20 a 30 anos, em média, sem nenhum sintoma.

As hepatites são doenças graves que atacam o fígado, um dos órgãos mais importantes do corpo humano. Os cinco principais tipos (A, B, C, D e E) são causados por vírus que podem passar de uma pessoa para outra e infecta mais homens do que mulheres. A hepatite B é uma doença sexualmente transmissível (DST). E, assim como a hepatite C, pode ser também transmitida pelo sangue.

Por conta disso é que o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou quarta-feira, dia 25, a inclusão de novos medicamentos para o tratamento da hepatite C.

Além disso, o governo federal anunciou a realização de uma campanha para ajudar no combate às hepatites virais, com a realização de várias atividades para o diagnóstico e prevenção, além de traçar metas para o enfrentamento das enfermidades. O lançamento da campanha marca o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais, que é comemorado no dia 28 de julho.

Dentro das ações divulgadas, dois novos medicamentos contra hepatite C serão incluídos no Sistema Único de Saúde (SUS). O Telaprevir e o Boceprevir, medicamentos mais modernos e eficazes, irão beneficiar 5,5 mil pacientes, todos portadores de cirrose e fibrose avançada, que fazem parte do grupo de maior progressão da doença e com risco de morte.

De acordo com informações divulgada pela Agência Brasil, para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ?essa é mais uma das atividades realizadas em conjunto com os atores do Sistema Saúde para romper com o silêncio em relação às hepatites virais no mundo inteiro?, afirmou.

Os dados epidemiológicos mais atualizados das hepatites A, B, C, D e E revelam que cerca de 33 mil casos de hepatites são notificados anualmente em todo o país. O tema que será trabalhado durante a realização da campanha será ?As hepatites podem estar onde você menos espera?.

Entre as ações previstas para diagnóstico e prevenção da doença, estão a ampliação de testes rápidos de diagnóstico e a promoção de um concurso que vai premiar trabalhos artísticos realizados por manicures e tatuadores em unhas e tatuagens com mensagens de prevenção às hepatites.

O foco do concurso é estimular as boas práticas para prevenção da doença em salões de beleza e estúdios de tatuagens. Já que, salões de beleza e estúdios de tatuagem são ambientes propícios para transmissão da hepatite B e C.

Por isso, manicures e tatuadores também são importantes parceiros na orientação da população e divulgação de boas práticas que previnem a contaminação pela doença.

Os novos medicamentos, direcionados ao tipo C de hepatite, devem estar disponíveis no SUS no início de 2013, e fazem parte da classe de inibidores de protease, a mais moderna para combater a doença em todo o mundo.

O Telaprevir e o Boceprevir têm uma taxa de eficácia de 80% - o dobro do sucesso obtido com a estratégia convencional utilizada atualmente, que associa dois medicamentos, o Interferon Peguilato (injetável) e a Ribavirina (via oral), cujo tratamento tem duração de 48 a 72 semanas.

?É um passo decisivo para o tratamento das hepatites que vai possibilitar aos brasileiros a oportunidade de receber o que há de melhor em relação ao tratamento das hepatites no país?, ressaltou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Pesquisa semanal

A pesquisa semanal de medicamentos realizada pelo Jornal Meio Norte nas três principais redes de farmácias da capital esta semana destacou como primeira colocada - ranking dos estabelecimentos que oferecem os preços mais vantajosos - as Drogarias Globo (R$ 918,46).

Em segundo lugar ficou a rede de Drogarias Big Ben, com total de R$ 931,49. Na última colocação, com o maior valor para a lista de produtos pesquisados, está a rede de farmácias Pague Menos, com total de R$ 952,87.

*TABELA COM PREÇOS DE MEDICAMENTOS NO JORNAL MEIO NORTE DE HOJE (29 de julho)

Fonte: Marcilany Rodrigues