SUS gastou mais de R$ 1 milhão para conceder materiais especiais

A lista de materiais ofertados pelo SUS é extensa

De janeiro a maio de 2015, o Sistema Único de Saúde (SUS), por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), gastou R$ 1.295.842,05 para concessão de 17.495 órteses, próteses e materiais especiais à população, o que significa aumento considerável de entrega de produtos, se comparado com o mesmo período do ano passado.

Segundo Aderivaldo Andrade, secretário municipal de Saúde, a iniciativa do SUS beneficia a coletividade: "A SMS é a porta de entrada para adquirir estes materiais via SUS, uma vez que a Secretaria é responsável pela regulação deste Serviço: autoriza os procedimentos e transfere os recursos financeiros aos prestadores. Este programa é imprescindível para recuperação e reabilitação da pessoa com deficiência", conta.

Maria do Carmo, usuária do SUS, também avalia como positiva a oferta gratuita desses materiais: "O meu marido tem deficiência física e já foi contemplado pelo programa; agora ele precisa de uma cadeira de rodas para banho e estou solicitando à Secretaria de Saúde porque não temos condições de comprar agora", declara.

A lista de materiais ofertados pelo SUS é extensa e está disponível na internet. No entanto, a Secretaria identificou os mais procurados, sendo eles: cadeira de rodas padrão, higiênica ou motorizada; coletes ortopédicos; óculos de grau; calçados ortopédicos; palmilhas para compensação; sapatos para diabéticos; muletas, órteses em geral, próteses para membro inferior e ainda aparelhos para pessoas com perda auditiva.

Salete Vasconcelos, membro da equipe multiprofissional da SMS, detalha o procedimento para a obtenção dos materiais: "O paciente que reside em Teresina deve levar a documentação necessária (RG, CPF, comprovante de residência atualizado, cartão do SUS e prescrição médica) para o setor de protocolo da Secretaria Municipal de Saúde de Teresina; após análise, será encaminhada a solicitação aos prestadores de serviço, a exemplo do CEIR, responsáveis pela entrega do material", explica. 

Ela informa ainda que o requerimento poderá ser feito pelo usuário, familiar devidamente comprovado ou por terceiros mediante apresentação de procuração particular.

Os usuários que necessitam destes materiais especiais e residem em outros municípios do Piauí devem dirigir-se à Secretaria Municipal de Saúde do município de origem.

Fonte: Jornal MN