Talão de conta de energia atrasado pode ser parcelado junto a Eletrobras

Talão de conta de energia atrasado pode ser parcelado junto a Eletrobras

Dívida resultante de calotes na Eletrobras ultrapassa R$ 154 milhões e parcelamento, que pode ser feito em até 60 meses, negociável até o dia 30 de dezembro, deve resultar em um recolhimento

A inadimplência total dos consumidores de baixa tensão do Piauí fez com que a Eletrobras buscasse meios de diminuir tamanha dívida e uma dessas formas foi o anúncio do parcelamento das contas de consumidores inadimplentes. A empresa pretende arrecadar cerca de R$ 28 milhões com a campanha que acontecerá até o dia 30 de dezembro.

O total da dívida dos consumidores das classes residenciais, industriais, comerciais e rurais, a chamada classe privada, gira em torno de R$ 154 milhões, dos quais, apenas a classe residencial tem um montante de R$ 88 milhões do total. O parcelamento pode ser feito em até 60 meses.

Para o assistente da Direção Comercial da Eletrobras-PI, José Anselmo Lima, essa é uma ótima oportunidade para os consumidores quitarem seus débitos:

“As condições são excelentes. Temos a isenção total dos juros e multas para aqueles que optarem pelo pagamento à vista e, para os que optarem pelo parcelamento, só é necessário uma entrada de 10% do valor do débito, quando o normal é 30% desse valor e o consumidor só pagará 50% dos juros e multas em 60 vezes”.

Os consumidores em débito com a Eletrobras têm até 45 dias para fazer o pagamento de suas faturas a partir do vencimento. Caso o pagamento não seja feito dentro desse prazo, a empresa poderá cancelar o fornecimento através do corte de energia e ter seu nome negativado através do SERASA, sendo impedido de abrir pastas de crédito.

Para parcelar seu débito e não ter sua energia elétrica cortada, o consumidor deve se encaminhar para qualquer posto de atendimento da Eletrobras distribuídos por todo o estado portando documento de identificação. Para dúvidas, a empresa disponibiliza o telefone 0800-86-0800 com ligações gratuitas.

Clique e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: Victor Costa