Analistas apostam em ultrabooks e smart TVs para a CES 2012

Analistas apostam em ultrabooks e smart TVs para a CES 2012

Analistas apostam em ultrabooks e smart TVs para a CES 2012

A edição 2012 da CES, maior feira de eletrônicos do mundo, começa na terça-feira, em Las Vegas, nos Estados Unidos, e deve apresentar tendências das principais marcas de tecnologia para o ano.

Muito do que se verá é resultado do momento do setor tecnológico, que cada vez mais se pauta pelo que os concorrentes estão fazendo ao invés de partir de sua própria criatividade.

Mesmo sem participar do evento, a Apple se faz presente na medida em que suas rivais apresentam produtos que tentam combater o que a gigante de Cupertino já criou - ou está inventando. Nessa linha, o principal destaque da edição de 2012 da CES deve ser o ultrabook, categoria de computadores portáteis ultrafinos e superleves, possíveis competidores do MacBook Air, da Apple.

Depois que a companhia do CEO Tim Cook provou que o segmento tinha mercado, outras empresas quiseram uma fatia do bolo, e nessa onda, a Intel criou ainda no ano passado o selo Ultrabook.

A fabricante de chips registrou o nome e definiu os requisitos para que um laptop ganhasse o selo: pesar menos de 1,4 kg, ter menos de 1,8 cm de espessura e garantir ao menos 5 horas de bateria - além de ter memória SSD e, claro, chip Intel. Para a CES deste ano, os visitantes podem esperar entre 30 e 50 novidades no segmento, calcula a Wired.

Entre as empresas que já se manifestaram sobre o assunto, a LG anunciou que vai levar dois modelos de ultrabooks, e a HP deixou no ar se o Spectre, que aparece em vídeo de teaser (provocação) no YouTube, faz parte do segmento também.

Seguir a onda das criações de Steve Jobs parece ser uma espécie de medida defensiva das fabricantes de eletrônicos, um movimento na linha "não vou mais ser pego de surpresa". Isso porque, em 2010, a Apple surpreendeu o mercado com o lançamento do iPad, que criou o segmento de tablets e afetou o mercado de netbooks - a promessa da CES para o mesmo ano.

No caso do tablet, as marcas correram atrás do prejuízo e na edição de 2011 da feira eles foram as grandes estrelas. Para este ano, a previsão é de que ainda muitas fabricantes, grandes e pequenas, apresentem seus modelos, novos ou repaginados.

A principal aposta é que os dispositivos móveis ganhem, a partir de agora, em qualidade de imagem, com processadores quad-score Tegra 3, da Nvidia, segundo o site Cult of Mac.

Além disso, as memórias devem ficar maiores, enquanto a última versão do sistema operacional mobile do Google, o Android 4.0 Ice Cream Sandwich, deve povoar a maioria dos modelos do segmento. E na tentativa de prever o próximo grande hit da companhia do CEO Tim Cook, um dos destaques da CES 2012 devem ser as Smart TVs, ou televisões inteligentes.

Os aparelhos, que permitem conexão à internet e acesso a conteúdos personalizados ou via streamings através de aplicativos, devem vir equipados com o Android, segundo o TechCrunch. Ao contrário do que se esperaria, no entanto, os equipamentos não são TVs Google - à exceção de um possível modelo da LG -, mas "TVs Android", por assim dizer.

A CES 2012 também será marcada pela última apresentação (chamados de keynote pelo setor) da Microsoft no evento. A gigante de Redmond anunciou em dezembro que precisa se adaptar à rapidez da indústria e que a partir de agora fará os anúncios da empresa a partir de seus próprios canais - site oficial, perfis em redes sociais e lojas.

Mas um último lançamento foi reservado à maior feira do setor. Segundo o Mashable, o CEO Steve Ballmer deve apresentar alguma nova informação sobre o Windows 8.

Ele também demonstrar o funcionamento da próxima versão do sistema operacional em algum tablet - a aposta do site é em um modelo da Samsung, já que o novo SO roda em dispositivos com processador ARM. O site Engadget faz uma última aposta para a feira desse ano, que é em carregadores sem fio.

As novidades ficariam por conta de novos designs, para além das placas pretas já disponíveis no mercado, e também para integrações com sistemas automotivos e domésticos, entre outras possibilidades.

Quad Full HD e OLED De volta aos televisores, outro destaque do ano é para as chamadas TV 4K ou Quad Full HD. Como o nome indica, a resolução dos modelos é de 3840 x 2160 pixels, ou quatro vezes superior ao Full HD de 1080p.

A LG já anunciou que vai levar um modelo 3D 4K, de 84 polegadas, e a Toshiba pode trazer novidades também, uma vez que a marca já apresentou um modelo com superconcentração de pixels para imagem de ultradefinição.

As telas OLED, que permitem produzir uma infinidade de cores e são mais brilhantes, também podem aparecer como tendência na CES deste ano. Como dispensam luz de fundo, os displays são muito finos - alguns com 5 mm de espessura -, e a tecnologia permite 100% de contraste.

Até agora, as telas aparecem em dispositivos menores, como o smartphone Nokia N8, mas devem ganhar os equipamentos da sala de estar a partir desse ano. De novo, a LG foi uma das marcas que já anunciou novidades nesse sentido, em um modelo de 55 polegadas.

Finalmente, as TVs inteligentes da CES 2012 devem trazer como inovação, ainda, formas de controle inspiradas no Siri, o assistente pessoal com reconhecimento de voz presente no iPhone 4S.

A aposta do TechCrunch é que os sistemas, no entanto, sejam primários, provavelmente na linha dos controles remotos com microfone embutidos que obedecem a comandos pré-determinados.

Pela precariedade de funcionamento, em relação à alta performance do sistema da Apple, o site prevê uma perspectiva de pouca utilidade na visão dos clientes.

Fonte: Terra