Pesquisa diz que Android atinge 68% de participação de mercado

Segundo IDC, iOS, sistema operacional do iPhone, terá fatia de 18,8%. Pesquisa diz que mercado global de celulares crescerá 1,4% em 2012

O sistema operacional do Google, Android, estará em mais de dois terços dos celulares de todo o mundo em 2012 e continuará sendo a plataforma dominante do mercado em 2016, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira (4).


Android atinge 68% de participação de mercado em 2012, diz pesquisa

A pesquisa da IDC mostrou que o Android será a plataforma de 68,3% dos smartphones disponíveis em 2012, muito superior aos 18,8% atingidos pelo iOS, sistema operacional do iPhone. Em 2016, a consultoria prevê que o Android terá fatia de 63,8%, enquanto o iOS alcançará 19,1% de participação de mercado.

?A IDC prevê que o Android será o claro líder na corrida dos sistemas operacionais para smartphones, graças, em grande parte, a ampla seleção de aparelhos e de um grande número de parceiros?, disse a empresa.

?A Samsung é a maior vendedora de smartphones com sistema Android, apesar do ressurgimento da LG e da Sony, que atingiram o ranking das cinco maiores fabricantes de smartphones durante o terceiro trimestre. O IDC acredita que seu resultado líquido vai continuar sendo de dois dígitos durante o período previsto?.

Segundo o relatório, o mercado global de celulares crescerá apenas 1,4% em 2012, a menor taxa de crescimento anual em três anos. O número total de aparelhos vendidos deve chegar a cerca de 1,7 bilhão.

BlackBerry

Llamas disse outros atores disputando uma fatia do mercado incluem a Research in Motion, fabricante da BlackBerry, que lançará um novo sistema operacional no próximo ano e o sistema de código aberto Linux. A BlackBerry, que até poucos anos dominava o mercado de smartphones, verá sua participação encolher para 4,7% em 2012, de acordo com a IDC, e a 4,1% em 2016.

O sistema operacional da Apple continuará sendo o número dois, mas ?custará muito caro para alguns usuários nos mercados emergentes?, disse a IDC. ?Para manter as atuais taxas de crescimento, a Apple precisará examinar a possibilidade de oferecer modelos mais baratos?, acrescentou.

Fonte: G1