Em temporada natalina, aplicativos levam magia para smartphones

Com a chegada da temporada das festas de final de ano, os smartphones não poderiam ficar de fora

Com a chegada da temporada das festas de final de ano, os smartphones não poderiam ficar de fora. E o grande chamariz da estação é a música, que aproxima a tradição do Natal e a modernidade dos dispositivos móveis. Para 2011, aplivativos permitem que usuários desfrutarem de aplicativos tão originais como o pandeiro interativo, o karaokê de cantigas e uma linha direta com os Reis Magos.

As fórmulas são variadas, embora o repertório de temas costume se repetir nas diferentes aplicativos. No "Villancícate", duendezinhos entoam canções natalinas personalizadas com o nome do usuário. Já o "Karaokê de Natal" ajuda o usuário a cantar, gravar suas canções e as enviar para seus amigos por e-mail. Para os que não querem arriscar, existe também a "A rádio do Natal" - um aplicativo que reúne até 40 emissoras especializadas em música natalina, uma delas localizada no Polo Norte e vizinha de Papai Noel, e cujo repertório inclui diferentes estilos como jazz e rock.

Por outro lado, o "Appguinaldo" tenta se diferenciar dos aplicativos concorrentes com o humor: permite tocar zabumba, tambor e pandeiro e fazer soar línguas-de-sogra ou chocalhos movimentando ou pressionando o smartphone. "Você já pode dar muita mão-de-obra a seus familiares e ser o protagonista da ceia de Natal com os clássicos instrumentos natalinos da Appguinaldo", ironiza o aplicativo em sua descrição da App Store.

Com menos variedade de instrumentos, embora com mais realismo, chega o iPand, um pandeiro pequeno virtual cujo ponto forte é que conta com sons reais. Não se deixe enganar pelo nome, no entanto. O iPand está disponível só no Android Market.

Uma imagem vale mais que mil cartões

Conseguir um cartão, escrever uma dedicatória à mão, comprar selos, jogá-lo em uma caixa do correio ou, simplesmente, descarregar um aplicativo para enviar uma felicitação completamente personalizada através do telefone. São recorrentes as frases feitas e as ferramentas para acrescentar motivos natalino a fotografias e desenhar assim, sem necessidade de ter grandes conhecimentos de informática, uma felicitação personalizada à altura da melhor dos cartões natalinos.

Paradigmático é o "Christmasfyme", no qual se pode decorar o rosto de um usuário com a barba de Papai Noel ou com os chifres de uma rena. O cúmulo da personalização são os cartões com realidade aumentada como "Xmas Ball". Ele convida a "colocar" uma bola de Natal com a mensagem desejada em um ambiente real para enviar a felicitação aos amigos que, para desfrutar do efeito interativo terão que encontrar a bola graças a um radar incluído no próprio aplicativo.

A revolução dos dispositivos móveis também trouxe outros benefícios. Programas que permitem conversar com eles ou contar-lhes através de mensagens de texto ou de e-mail quanto que fomos bons e os presentes que gostaríamos de receber nestas festas. Outro aplicativo útil é o "Minha Lista de Presentes do Natal", que ajuda a controlar as despesas, anotar ideias para presentear, saber o que se comprou e não perder a cabeça consumindo.

O calendário de presentes pode ser ampliado com o "iPresents", que encoraja os usuários a anotar os nomes de amigos e parentes para quem deve comprar um presente não só no Natal, como também em algumas ocasiões como aniversários. O programa se encarrega que a data não passe despercebida e que o dono do celular faça um acompanhamento do que já encomendou e do que é melhor comprar.

A reinvenção dos jogos natalinos

Qualquer desculpa, incluindo o Natal, é boa para se desligar da realidade e passar um bom momento brincando com o smartphone. A oferta de games para iPhone é diversa. Algumas propostas passam por um jogo de quebra-cabeça no qual é preciso agrupar ícones natalinos de três em três, ou outro onde o objetivo é salvar um boneco de neve de uma tempestade de flocos de neve.

Em toda reunião familiar ou de amigos, o que melhor que uma trivia para pontuar os conhecimentos sobre as festividades natalinas? A aplicação para Android "Christmas Trivia" surpreende com perguntas como em que cidade foi proibida a comemoração do Natal entre 1659 e 1681. E como qualquer época é boa para comprovar como está a memória, o Android Market está repleto de aplicativos que propõem fazer simples testes como no "Jogo da Memória: Natal" ou no "Christmas Memory Game".

Outros programas reúnem vários serviços. É o caso de "Xmas Box", que inclui uma contagem regressiva para a chegada do novo ano, a possibilidade de elaborar um cartão de felicitação, uma animação com fogos de artifício virtuais e o som de uma garrafa sendo aberta que se ativa quando se agita o iPhone.

Aqueles que não tenham interesse especial nas festas natalinas e estejam aborrecidos de tanto Papai Noel poderão respirar com "Stressful Christmas", um autêntico guia de meditação com conselhos para aprender a relaxar, com a ajuda de um catálogo de imagens e cores que contribuirão para liberar as tensões. Já o "Zombie Christmas" é um jogo para usuários mais irreverentes, que terão que se esforçar para proteger os presentes dos ávidos zumbis que ameaçam estragar o Natal.

Fonte: Terra, www.terra.com.br