Após 33 anos, homem consegue rever sua mulher devido olho biônico

Após 33 anos, homem consegue rever sua mulher devido olho biônico

Este homem pôde rever a esposa depois de 33 anos, graças a um olho biônico. Veja sua reação

Larry Hester, 66 anos, passou metade da sua vida cego por causa de uma doença chamada retinose pigmentar. Ele estava há 33 anos sem ver sua esposa. Mas graças a uma prótese de alta tecnologia, Larry voltou a enxergar. Sua reação foi emocionante.

Como funciona?

O olho biônico, cujo nome é Argus II, foi criado por pesquisadores da Universidade Duke e já tem autorização para ser comercializado nos EUA. Ele é composto por um sensor implantado diretamente no olho e uma câmera acoplada a um par de óculos (tipo um Google Glass).

As informações visuais captadas pela câmera são enviadas via wireless e transformadas em sinais elétricos pelo sensor, que estimula o nervo óptico.

Infelizmente a tecnologia do Argus ainda não possibilita uma visão detalhada das coisas. Por enquanto, Larry enxerga apenas flashes de luz, o que o permite distinguir faixas de pedestre da rua, portas da parede e outras coisas grandes. Ainda não vê o suficiente para deixar de ser considerado cego pela legislação americana.

Mesmo assim, ele disse que conseguiu rever cenas que acreditava serem apenas memórias antigas, como a lua cheia, um pato nadando na lagoa e até os crisântemos amarelos de sua esposa.

Os prognósticos para a tecnologia são muito positivos. Basta lembrar dos grandes avanços que separam os primeiros aparelhos auditivos dos atuais. Ao menos 1,5 milhão de pessoas que perderam a visão por causa de retinoses podem se beneficiar com o novo dispositivo.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: Brasil Post