Apple anuncia novo iPad com tela de alta definição e internet 4G

Apple anuncia novo iPad com tela de alta definição e internet 4G

O aparelho vai começar a ser vendido nos EUA e em outros 9 países no próximo dia 16.

A Apple anunciou nesta quarta-feira (7) o novo iPad em evento na cidade de San Francisco, nos Estados Unidos. O tablet passa a contar com tela de alta definição e internet 4G (quarta geração), por meio da tecnologia LTE. Mas a empresa avisa que todos os novos iPads estarão preparados para funcionar em redes 3G, o que é uma boa notícia aos brasileiros, que ainda não têm à sua disposição uma rede 4G consolidada.

O aparelho, que não será de chamado de iPad 3, como era esperado, vai começar a ser vendido nos EUA e em outros 9 países no próximo dia 16. Outros 26 receberão o tablet em 23 de março, mas o Brasil não está na lista ? ainda não foi anunciada a data de chegada do aparelho ao país.

Preço mantido

Nos EUA, os preços serão os mesmos do atual iPad: US$ 500 pela versão de 16 GB; a 32 GB sai por US$ 600 e 64 GB, por US$ 700. Com 4G, os valores são de US$ 630, US$ 730 e US$ 830, respectivamente. No encontro com a imprensa, a Apple mostrou o novo iPad funcionando com as redes 4G da Verizon e da AT&T, duas operadoras norte-americanas. Por enquanto, o iPad 2 continuará a ser vendido e será US$ 100 mais barato, diz a Apple.

O tablet também poderá ser usado como um hotspot, um ponto a partir do qual será possível criar uma rede Wi-Fi. Isso se a operadora permitir o processo, afirmou Cook. "A performance do novo iPad é maravilhosa e você vai amar usá-lo nessas redes de alta velocidade?, afirmou o presidente-executivo Tim Cook, que conduziu a apresentação.

Resolução da tela

O novo iPad tem tela de resolução de 2048x1536, com 3,1 milhões de pixels, segundo a Apple. De acordo com a empresa, trata-se do maior número em relação a outros dispositivos móveis. Em comparação, o iPad 2 tinha tela de resolução de 1024 x 768.

A tela do novo iPad tem o nome de Retina Display, que apresenta imagens com mais definição do que o modelo antecessor. "De muitas maneiras, o iPad está reinventando a computação portátil e está ultrapassando as nossas expectativas.?

As cores e a saturação das imagens são 40% melhores do que no iPad 2, diz a companhia. O novo iPad usa o processador Apple A5X com quatro núcleos. Esperava-se que fosse anunciado o chip Apple A6, uma nova geração que seria mais potente.

Câmera melhor

A câmera traseira do tablet passa agora a ter resolução máxima de 5 megapixels, além de sensor de iluminação e filtro infravermelho. A nova câmera também faz gravações em Full HD (1080p), traz um detector de rostos em fotos paradas e possui um estabilizador de vídeos, que deixa as imagens menos tremidas.

Uso da voz para escrever

O aparelho terá suporte para que os usuários possam ditar textos em vez de escrever. Isso poderá ser feito para os idiomas inglês (americano, britânico e australiano), francês, alemão e japonês.

Duração da bateria

Segundo a Apple, a bateria continuará durando 10 horas com Wi-Fi, mas aguentará até 9 h usando a rede 4G ? a do iPad 2 dura duas horas com navegação em 3G.

Aplicativos

A apresentação contou com demonstração de aplicativos e games que fazem uso do processador mais rápido, de quatro núcleos, e da tela de alta definição ? alguns desenvolvedores tiveram acesso anterior ao aparelho. A produtora Namco apresentou uma versão do jogo de confrontos aéreos Ace Combat.

A Autodesk mostrou um aplicativo para desenhar no tablet com a ponta dos dedos, podendo criar imagens de até 100 megapixels. A Epic Games apresentou uma nova edição do título "Infinity Blade", que traz gráficos ainda mais realistas ao iPad.

A série de aplicativos iWorks será atualizada para o novo aparelho. Cada programa custa US$ 10, mas quem comprou os programas anteriormente poderá atualizá-los de graça, segundo a empresa. O Garage Band, programa de criação de músicas, foi atualizado e as canções poderão ser enviadas para o iCloud.

Outra novidade é a chegada do iPhoto, para guardar e editar fotos do usuário. As fotos são armazenadas no iCloud e podem ser trocadas entre os aparelhos. O iPhoto para iPad suporta imagens com até 19 megapixels e elas podem ser compartilhadas por e-mail, Flickr e Twitter.

Praticamente todos os recursos do iPhoto no Mac, como correção de cores, saturação, correção de olho vermelho e outros ajustes, estão na versão do programa para o iPad. O usuário poderá usar os dedos para ajustar suas fotos. O programa sairá por US$ 5 e também poderá ser usado no iPhone.

iOS e Apple TV

Na primeira parte do evento, Cook anunciou uma nova versão do iOS, o sistema usado no iPad, no iPhone e no iPod touch. Chamada de 5.1, ela será disponibilizada ainda nesta quarta (7) aos usuários ? por volta das 16h, o G1 tentou fazer a atualização do sistema e ainda não era possível.

Além disso, foi anunciada a nova Apple TV. O novo aparelho fará uso de uma integração com o iCloud e permitirá o streaming de filmes em definição Full HD (1080p). A nova TV terá uma interface diferente, facilitando o acesso dos usuários. Entretanto, ela ainda é bastante diferente dos sistemas com iOS.

Vendas na "era pós-PC"

"Estamos falando de um mundo onde o computador não está mais no centro do mundo digital. Os dispositivos que você mais usa precisam ser mais portáteis e drasticamente mais fáceis de usar do que nunca", afirmou Cook no evento. Segundo ele, 76% do lucro da Apple vem dos produtos que diz fazerem parte da categoria "pós-PC": o iPod, o iPad e o iPhone.

Uma pesquisa divulgada na última terça (6) pela consultoria americana Forrester Research conclui que o iPad tem 73% de participação no mercado de tablets e que nenhuma outra marca alcançou fatia maior que 6%.

Histórico

O iPad foi lançado em 27 de janeiro de 2010 por Steve Jobs e ajudou na escalada para a Apple se tornar a maior empresa de tecnologia do mundo. Na época, foi chamado de prancheta digital. Jobs qualificou o aparelho, que unia computador, videogame, tocador de música e vídeo e leitor de livro digital, de "mágico" e "revolucionário".

O tablet chegou às lojas dos EUA custando a partir de US$ 500, preço conservado até hoje para a versão mais simples do iPad 2. No Brasil, o aparelho começou a ser vendido em dezembro de 2010. A segunda versão foi anunciada pela Apple em março de 2011, quando Jobs, então em uma licença médica, surpreendeu a todos ao subir ao palco para apresentar o aparelho. Em outubro do mesmo ano, ele morreu após sua longa luta contra o câncer.





















Fonte: G1