Apple e Google voltam aos tribunais para discutir patentes de telefones

O caso em análise começou em 2010, quando as fabricantes de smartphones entraram com processos por violação de patentes, uma contra a outra.

A Apple e a Motorola Mobility, subsidiária do Google, se enfrentaram na quarta-feira em tribunal a respeito da reabertura de um processo no qual as companhias se acusam de usar ilegalmente tecnologia de telefonia móvel patenteada.

O caso em análise começou em 2010, quando as fabricantes de smartphones entraram com processos por violação de patentes, uma contra a outra.

As empresas entraram com dezenas de processos em todo o mundo para proteger a sua tecnologia. A Apple, em particular, afirma que os telefones Android têm elementos copiados de seus iPhones.

No caso, a Apple acusou a Motorola Mobility, que foi comprada pelo Google, de infringir quatro patentes. A Motorola acusou a Apple de infringir uma patente padrão essencial, necessária para fazer o telefone celular funcionar.

Os casos foram consolidados no distrito de Illinois, e o juiz Richard Posner, os dispensou em junho antes de julgamento, dizendo que nenhuma das empresas tinham evidência suficiente para provar seu caso.

A Motorola Mobility entrou com uma apelação para o caso ser reaberto. O tribunal Federal Circuit pode levar dias ou meses para tomar a decisão.

Fonte: UOL