Apple prepara iPhone 4 mais barato e com menor capacidade

Apple prepara iPhone 4 mais barato e com menor capacidade

Aparelho teria 8 GB de memória e já estaria sendo fabricado

Os fornecedores asiáticos da Apple começaram a fabricar uma versão mais barata do iPhone 4, com capacidade menor, de 8 GB, de acordo com duas fontes próximas ao assunto.

A memória do iPhone 4, de 8 GB, está sendo fabricado por uma empresa sul-coreana, disse uma das fontes nesta terça-feira (23), se recusando a identificar a companhia. A Apple atualmente adquire flash drives da japonesa Toshiba e da sul-coreana Samsung Electronics.

A Apple, que exige severo sigilo por parte de seus fornecedores e funcionários, se recusou a comentar o assunto, assim como a Samsung.

O atual modelo do iPhone 4 foi lançado em junho de 2010, em versões com memória de 16 GB e 32 GB, e em abril um modelo branco foi acrescentado à linha. A versão de oito gigas deve ser apresentada em algumas semanas, de acordo com as fontes.

"A Apple pode estar tentando ingressar no segmento de mercado emergente, em que consumidores desejam ter celulares inteligentes de preço baixo ou médio, em troca de aparelhos convencionais mais caros, na faixa entre US$ 150 e US$ 200", disse Bonnie Chang, analista da Yuanta Securities.

"Mas creio que seja difícil um iPhone 4 com8 GB de memória a preço inferior a US$ 200 e, por isso, a Apple ainda precisa de um aparelho completamente novo, com especificações mais modestas, para os mercados emergentes", acrescentou.

Além do lançamento do iPhone com menor capacidade, a Apple planeja lançar, no final de setembro, o iPhone 5 de nova geração, segundo uma fonte, confirmando informações de blogs e sites setoriais.

O novo iPhone, que alguns observadores vêm chamando de iPhone 4S ? por parecer idêntico ao modelo atual? , terá tela maior, antena melhor e câmera de 8 megapixels, informou uma das fontes.

Os dois fabricantes do iPhone 5 ? Hon Hai e Pegatron ? foram instruídos a preparar suas instalações para produzir até 45 milhões de unidades, disse a fonte.

Fonte: G1