BlackBerry faz acordo de US$ 4,7 bilhões para ser vendida a consórcio

Empresa aceitou oferta de US$ 9 por ação nesta segunda-feira (23). Na sexta (20), BlackBerry anunciou demissão de 4,5 mil funcionários.

A BlackBerry anunciou nesta segunda-feira (23) que fez um acordo preliminar para ser vendida por US$ 4,7 bilhões a um consórcio liderado pela Fairfax Financial Holdings, sua maior acionista.

A fabricante de smartphones aceitou a oferta de US$ 9 por ação feita pela Fairfax, liderada pelo investidor canadense Prem Watsa.

De acordo com a publicação, espera-se que a negociação seja concluída até 4 de novembro. "Nós acreditamos que a transação irá abrir um emocionante novo capítulo para a BlackBerry, seus clientes, operadoras e funcionários", disse Prem Watsa.

Reestruturação

A notícia da venda da BlackBerry chega após a empresa anunciar na sexta-feira (20) um plano de reestruturação que incluía a demissão de cerca de 4,5 mil funcionários. O objetivo é reduzir os gastos operacionais em cerca de 50% até o primeiro trimestre fiscal de 2015.

O corte na folha de pagamento pretendido pela companhia corresponde a 40% da força de trabalho em escala global.

A companhia canadense apresentou resultados preliminares do segundo trimestre fiscal de 2014. No período, a companhia registrou receita de cerca de US$ 1,6 bilhão e um prejuízo por ação de até US$ 1,90.

Segundo a empresa, suas disponibilidades de caixa no fim do período somavam cerca de US$ 2,6 bilhões. No período, as vendas de smartphones somaram cerca de 3,7 milhões de unidades.

Na quarta-feira (18), a companhia lançou o Z30, seu smartphone para enfrentar a Apple e a Samsung. No mesmo dia, a empresa ampliou seu serviço de mensagens instantâneas, o BBM, historicamente restrito a seus aparelhos, para os celulares que rodam o Android e para o iPhone.

Fonte: G1