Busca social do Facebook é lançada para usuários dos Estados Unidos

Recurso permite buscar informações especificar sobre contatos no site

O Facebook começa a disponibilizar para usuários dos Estados Unidos (e para os que acessam a rede social em inglês) o novo sistema de busca social, chamado de Graph Search. Desse modo, é possível encontrar mais informações no site dos amigos e contatos.

Ainda não há previsão para o recurso ser lançado no Facebook de outros países.

O sistema apresentado em janeiro de 2013 mostra resultados baseados em conteúdos que o usuário curtiu ("Likes", em inglês), músicas, lugares, vídeos, fotos e interesses. O recurso foi apresentado por Mark Zuckerberg, presidente executivo e fundador do Facebook, como meio para ter mais contatos e interações ao permitir pesquisas melhores na grande quantidade de informações do site.

É possível, por exemplo, fazer buscas como "quem são meus amigos que moram em São Paulo" ou pesquisar "Curtidas" específicas e até fotos em que aparecem pessoas ou determinados lugares (desde que estejam marcadas).

A nova ferramenta foi disponibilizada no início de 2013 para usuários selecionados e traz uma nova barra de buscas na parte superior do site.

O Facebook reconheceu que com a nova ferramenta mais dados pessoais dos usuários - inclusive informações que os usuários imaginavam ser privadas - seriam acessíveis por outros usuários da rede social e por isso trabalha em explicar as regras do Graph Search. Desse modo, será possível definir quais dados podem ser usados pela busca social.

"Busca social"

Diferente da busca na web, que fornece os resultados por palavras-chave, a busca social combina frases, como "meus amigos em Nova York que curtem o Jay-Z", para fazer a pesquisa em cima de conteúdos compartilhados no Facebook. A primeira versão da ferramenta tem foco em quatro áreas: pessoas, fotos, locais e interesses. Conforme a companhia, no futuro também será possível buscar em posts, comentários e ações.

Segundo o Facebook, o novo sistema permite cruzar pesquisas como "pessoas que curtiram uma página e visitaram o museu Moma". Ao digitar, por exemplo, "pessoas que gostam de fazer caminhadas", o site mostra os resultados de "Likes" e fotos deste tema.

De acordo com Zuckerberg, o Facebook fez parceria com a Microsoft para usar o motor de busca Bing no novo serviço e para encontrar conteúdos fora da rede social. Ele disse que a companhia discutiu a ideia de trabalhar com o Google, mas a Microsoft demonstrou estar mais disposta a fazer coisas específicas para o Facebook.

Zuckerberg disse que a busca social foi construída com a privacidade em mente. "A maioria do conteúdo no Facebook não é público. A "busca social" é uma maneira de encontrar coisas que foram compartilhadas com você?, disse o executivo. A empresa ressaltou que conteúdos colocados como ?privados? não irão aparecer nos resultados das buscas. "Você pode ver somente aquilo que você já poderia visualizar em outros lugares no Facebook", disse a companhia.

Fonte: G1