Ceará lança primeira cidade inteligente para pessoas de baixa renda

A cidade está sendo construída em São Gonçalo do Amarante.

As cidades inteligentes já são uma realidade em algumas partes do mundo, oferecendo tecnologia em prol de uma vida mais sustentável.

Porém, a modernidade tem um custo alto e geralmente apenas os mais ricos possuem acesso a este tipo de empreendimento. Agora, o Ceará pode ter a primeira cidade inteligente do mundo voltada para pessoas de baixa renda.

A cidade está sendo construída no município de São Gonçalo do Amarante. Apesar de estar em solo brasileiro, a iniciativa, que ganhou o nome de Laguna Ecopark, foi proposta por duas organizações italianas, a Planet e SocialFare, em conjunto com o Centro de Empreendedorismo da Universidade de Tel Aviv – StarTAU.

O espaço permitirá que pessoas de baixa renda deixem os subúrbios para viver em uma região altamente tecnológica, com Wi-Fi liberado, aplicativos específicos para moradores, compartilhamento de bikes e motos, bem como reaproveitamento de água e controle inteligente da iluminação pública. Falando nisso, a energia também poderá ser gerada através de equipamentos esportivos especiais localizados em praças da cidade.

A primeira parte do empreendimento deverá ficar pronta ainda este ano e contará com 150 casas, além de toda a estrutura proposta. Os moradores terão também a oportunidade de realizar cursos de prevenção médica, nutrição, alfabetização digital e hortas compartilhadas, visando uma melhor integração com o espaço.

Cidade inteligente (Crédito: Reprodução)
Cidade inteligente (Crédito: Reprodução)
Cidade inteligente (Crédito: Reprodução)
Cidade inteligente (Crédito: Reprodução)
Cidade inteligente (Crédito: Reprodução)
Cidade inteligente (Crédito: Reprodução)
Cidade inteligente (Crédito: Reprodução)
Cidade inteligente (Crédito: Reprodução)
Fonte: Hypeness