Cientistas descobrem como fabricar pneus de celulose

Eles estão usando a substância na fabricação de pneus

Retirada da madeira, a celulose já é empregada na produção de vários materias, inclusive para fortalecer alguns tipos de borracha. Ela está presente também em peças de automóveis, como mangueiras, cintos de segurança, mantas de isolamento e outras - mas nunca em pneus. Agora, cientistas da Universidade do Oregon, nos Estados Unidos, descobriram uma inovadora e inteligente aplicação para a celulose na indústria automobilística.

Eles estão usando a substância na fabricação de pneus. E já fizeram ótimas constatações. Facilmente fabricada a partir de qualquer tipo de planta, a celulose microcristalina pode substituir a sílica, um dos elementos que torna os pneus poluentes e que até provoca aumento no consumo de combustível do carro, devido à sua elevada densidade e atrito com o asfalto. E as boas novas começam neste mesmo ponto. Os pneus produzidos com a celulose são menos poluentes, gastam menos energia elétrica no processo de produção e ainda acarretam redução no consumo de combustível do automóvel, já que o pneu com celulose apresenta menor resistência no atrito com o solo, especialmente nos dias mais quentes.

Segundo o autor da pesquisa, Kaichang Li, sua equipe comprador, em testes em laboratório, que o uso da celulose na fabricação dos pneus diminui a energia consumida no processo produtivo, reduz os custos de produção o impacto ambiental e produz um pneu mais eficiente. O próximo passo é avaliar a durabilidade do produto. Mas os pesquisadores garantem que essa nova tecnologia já pode ser comercializada por qualquer fabricante de pneus.

Fonte: Terra, www.terra.com.br