Cientistas desenvolvem bateria para celular carregada em um minuto

A Lei do Murphy (se alguma coisa pode dar errado, dará) pode ser aplicada facilmente as baterias de smartphones

A Lei do Murphy (se alguma coisa pode dar errado, dará) pode ser aplicada facilmente as baterias de smartphones. É no momento em que você mais precisa enviar uma mensagem ou fazer uma ligação que o celular descarrega. Para a felicidade de todos, a demora para que aparelho recarregue pode estar com os dias contados.

Uma bateria de alumínio, feita por cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, pode deixar um aparelho em plena carga em minuto, segundo o jornal britânico "The Telegraph".

"Desenvolvemos uma bateria de alumínio recarregável que pode substituir baterias alcalinas, que fazem mal ao meio-ambiente, e baterias de lítio, que, ocasionalmente, podem pegar fogo", relatou o professor de química Hongjie Dai, em artigo no periódico científico "Nature".

O novo formato de bateria, segundo os estudiosos, pode ser rapidamente recarregada, tem longa duração, não afeta a natureza como as de lítio (presente na maioria dos dispositivos móveis) e ainda pode ser dobrável, o que permite a criação de dispositivos flexíveis.

No entanto, o dispositivo apresenta um problema, por enquanto. A bateria de alumínio tem apenas metade da voltagem de uma bateria de lítio, o que ainda a torna inviável para uso na maioria dos dispositivos.

Fonte: iBahia