Clientes reclamam de atraso de tablet vendido em compra coletiva

A promoção oferecia um tablet com a plataforma Android 2.2 por R$ 300 e dava 60 dias como prazo de entrega



Centenas de consumidores que compraram há mais de dois meses um tablet pelo site de compras coletivas Groupon reclamam que ainda não receberam o produto. A promoção oferecia um tablet com a plataforma Android 2.2 por R$ 300 e dava 60 dias como prazo de entrega.

De acordo com relato de usuários, a promoção foi publicada mais de uma vez no site entre junho e julho. Procurando pelo G1, o Groupon confirmou que a empresa By Trading, responsável pela oferta, vendeu um total de 8,5 mil tablets em vários estados do Brasil e afirma que muitos clientes já receberam o produto.

O G1 tentou falar com a By Trading, que não atendeu aos telefonemas nos números fornecidos no site da empresa e fornecidos pela assessoria do Groupon. O Groupon afirma que averiguou a empresa e todo o seu histórico antes de realizar a parceria. ?A empresa tem tradição em importação de produtos dos mais variados tipos e trabalha há anos com isto?, disse.

Cerca de 3 mil ainda esperam pelo tablet, segundo consumidores que entraram em contato com o G1. "O Groupon publicou várias ofertas do tablet. No meu grupo, 296 pessoas efetuaram a compra", diz Viviane Duarte, coordenadora comercial de Recife, que usará o aparelho para os estudos. "Eu fiz a compra em 23 de junho e a previsão de entrega é para o fim de setembro?, conta.

O tablet oferecido pela By Trading é equipado com o sistema operacional Android 2.2, tem resolução de tela de 800x400 pixels, possui memória de 256 MB e armazenamento flash de 2GB. O aparelho ainda conta com conexão wi-fi e 3G e microfone embutido. A empresa não dá detalhes sobre o fabricante do aparelho, apenas diz que é um produto feito na China pela ?MK TECH?.

?Eu não conheço o fabricante mas não me importo. Eu queria comprar o tablet para testar. Se eu gostar, vou investir em um aparelho de R$ 2 mil. Na época que surgiram os netbooks, eu acabei substituindo meu computador por um e quebrei a cara porque não gostei?, explica Viviane.

O tablet custava anteriormente R$ 600 e era ofertado no site por R$ 300. O prazo final das entregas, de acordo com o Groupon, está previsto para 15 de outubro. ?O Groupon trabalha sempre com parceiros e não tem operação física de produtos. Nesta oferta em específico, o processo de importação, manuseio e logística é responsabilidade da By Trading. Mas estamos monitorando e ajudando o parceiro. Criamos um sistema de rastreio para informar aos clientes como está cada um dos envios", explicou o Groupon.

Maíra Feltrin, assessora técnica do Procon-SP, explica que o Groupon assume a posição de fornecedor no momento que faz a intermediação e recebe o pagamento. ?Isso faz com que o consumidor tenha duas figuras para fazer valer o seu direito: a empresa e o site que anunciou a oferta?, diz.

Segundo Maíra, o que aconteceu foi um descumprimento da oferta, que tem proteção pelo código de defesa do consumidor. ?O usuário pode exigir o imediato cumprimento da oferta, o cancelamento do contrato com a devolução do valor ou até mesmo aceitar um produto ou uma prestação de serviço equivalente?, explica. ?É recomendável ele encaminhar uma solicitação formal ao fornecedor, que pode ser o Groupon ou a By Trading?.

Maíra ainda diz que o consumidor pode dar um prazo de 5 a 10 dias para ter a resposta e solução. ?Se não acontecer, ele pode procurar o Procon ou o Juizado Especial Cível?.

Fonte: techtudo.com.br