Comediante lucra US$ 1 milhão no ano com vídeos no Youtube

Comediante lucra US$ 1 milhão no ano com vídeos no Youtube

Como o Google paga até US$ 9 mil para cada dois milhões de visualizações, o comediante ignorou as redes de televisão tradicionais

Sem empresário e sem contrato com programas de TV. Ray William Johnson, 30, descobriu o sucesso para alavancar sua carreira de comediante no YouTube, e hoje fatura mais de US$ 1 milhão por ano. Seus vídeos já atingem o total de 1,5 bilhão de visualizações, com cerca de cinco milhões de acessos por semana.

Como o Google paga até US$ 9 mil para cada dois milhões de visualizações, o comediante ignorou as redes de televisão tradicionais, já que se tornou um sucesso na Internet. De acordo com o Wall Street Journal, mais de 780 milhões de pessoas assistem por mês o divertido canal de Johnson ? número bem maior que o de muitas redes de TV por assinatura.

O sucesso do comediante se tornou popular ao ridicularizar alguns vídeos do YouTube. O que prende a atenção de seus espectadores é que Johnson se veste de pinguim, coloca o cabelo espetado e usa gráficos ousados em suas gravações. Além do site, o humorista utiliza sua conta no Twitter e escreve conteúdos engraçados e irreverentes para seus mais de 800 mil seguidores.

Para David Cohen, diretor de mídia digital da Universal McCann, isto é um exemplo de um microcosmo do que está acontecendo no cenário da mídia em geral. "Olhe para algumas dessas maiores estrelas do Youtube, que agregam dois, três ou quatro milhões de views aos seus conteúdos. Eles batem alguns dos principais canais de TV a cabo", afirmou.

Em entrevista ao Wall Street Journal, Johnson disse que mora em Los Angeles (EUA) e formou-se na Norman North High School , in Oklahoma (EUA) em 1999. Ele também estudou História na Columbia University?s School of General Studies, mas não chegou a se formar. Na entrevista, o comediante usou seu lado humorístico e brincou com o jornal. "Não quero ganhar tanto quanto um jornal paga. Talvez algum dia, se eu trabalhar duro o suficiente, o entretenimento vai ser uma carreira para mim. Fazer vídeos e enviá-los para a Internet são apenas um hobby", declarou.

O jovem ainda comentou como faz para administrar sua carreira. "Eu corro atrás de anúncios e venda de camisas para cobrir os custos indiretos e pagar as poucas pessoas que me ajudam nos bastidores. Qualquer coisa que sobra é gasto com os custos de produção, custos de animação e etc".

Vale lembrar que as publicidades de grandes companhias que aparecem antes dos vídeos no YouTube rendem uma parte para quem publicou o vídeo. Pessoas como Mr Johson também podem vender mercadorias personalizadas e até aplicativos para iPhone para ganhar ainda mais dinheiro.

Fonte: r7