"Crescemos juntos", diz Bill Gates sobre amizade com Steve Jobs

"Crescemos juntos", diz Bill Gates sobre amizade com Steve Jobs

​Gates ainda elogiou o bom gosto estético de Jobs.

Bill Gates, fundador da Microsoft, se emocionou durante um programa de entrevistas para a rede americana CBS ao falar sobre a amizade com o rival da Apple, Steve Jobs, falecido em 2011. No 60 Minutes de domingo, o ex-CEO de Redmond disse que ele e Jobs "cresceram juntos" e lembrou da última visita que fez ao amigo na casa de Palo Alto, um pouco antes da morte do gênio da tecnologia, em outubro daquele ano.

"Ele me mostrou o barco em que estava trabalhando", comentou Gates sobre o encontro final com Jobs, "e falou sobre como estava ansioso para navegá-lo, mesmo que nós dois soubéssemos que havia uma chance grande de isso não acontecer". O fundador da Microsoft ainda comentou sobre como os dois visionários mudaram o Vale do Silício na década de 1980, e como disso cresceu uma rivalidade amigável que durou por 35 anos.

"Conversamos sobre o que aprendemos, sobre família, tudo. Ele não estava sendo melancólico, do tipo, "oh, fui enganado". Estava olhando para o futuro e vendo como não realmente mudamos a educação com a tecnologia", revelou.

Um dos momentos mais altos da entrevista ao apresentador Charlie Rose foi quando Gates falou sobre como ele e Jobs criaram companhias bilionárias e acumularam fortunas pessoais. "Ele e eu, em algum sentido, crescemos juntos. Tínhamos apenas um ano de diferença, e éramos meio ingenuamente otimistas e construímos grandes companhias", enumerou.

"E todas as fantasias que tínhamos sobre criar produtos e aprender coisas novas - nós atingimos tudo isso. E quase tudo como rivais. Mas sempre mantivemos um certo respeito e uma comunicação, incluindo quando ele estava doente", comentou o ex-CEO da Microsoft, que hoje se dedica à fundação Bill e Melinda Gates.

​Gates ainda elogiou o bom gosto estético de Jobs e admitiu que o estilo de design da Apple ajudou o iPad a bater a Microsoft. "Nós fizemos tablets, vários tablets, muito antes da Apple. Mas eles juntaram as peças de uma forma que fez sucesso", ilustrou.

A amizade de Jobs e Gates não é novidade, e após a morte de Jobs inúmeros indícios de como a relação dos dois rivais tecnológicos era próxima emergiram - como o fato de que o ex-CEO da Apple mantinha uma carta de Gates na sua cabeceira.

Fonte: Terra