Depois de relógio, Google mira em lentes de contato inteligentes

Depois de relógio, Google mira em lentes de contato inteligentes

Anunciada no início do ano, as novas lentes serão controladas com piscadas para ativar funções

Lentes de contato poderão controlar os gagdets no futuro. Essa é a ideia por trás de uma patente registrada pelo Google, que detalha o funcionamento de lentes com múltiplos sensores. Anunciada no início do ano, as novas lentes serão controladas com piscadas para ativar funções nos mais variados tipos de dispositivos móveis e vestíveis.

Segundo o documento, o pequeno aparelho poderá ser usado somente em um dos olhos do usuário, que realizaria medições baseadas em minúsculos sensores de temperatura, pressão, luminosidade, entre outros.

Com as lentes inteligentes, usuários poderão enviar comandos para seu Google Glass sem precisar usar a voz, mudar de canal em uma Smart TV, capturar imagens em uma câmera fotográfica inteligente ou realizar funções no tablet ou smartphone.

No entanto, um de seus usos mais curiosos está dentro do carro. Segundo um estudo recente, citado pelo site Patent Bolt, boa parte dos veículos automotivos já terão algum tipo de conexão à internet e poderão ser controlados por tecnologias vestíveis em 2019. Pensando nisso, simples lentes de contato dariam ao motorista controle do carro, ao mesmo tempo em que manteria os olhos na estrada.

A patente do Google ainda cita dezenas de outros aparelhos que poderiam receber comandos por meio de piscadelas nas lentes de contato inteligentes, como filmadoras, computadores desktop, aparelhos Blu-ray, videogames, aparelhos de som e sistemas de navegação.

A invenção do Google, no entanto, parece estar em estágio inicial de desenvolvimento. Portanto, a novidade só deverá chegar ao mercado em alguns anos, quando a tecnologia de sensores estiver madura o bastante para colocar chips do tamanho certo nos olhos dos usuários.

Fonte: Tech Tudo