É tetra: final da Copa do Mundo bate todos os recordes nas redes sociais

No Facebook, o recorde também foi quebrado: a final da Copa é o evento esportivo de maior destaque na história do site.

Depois do 7 a 1 histórico e da disputa de terceiro lugar, o Brasil sofreu mais uma derrota na Copa do Mundo de 2014: tomando o lugar da semi-final envolvendo a nossa seleção, a final do torneio, disputada entre Alemanha e Argentina, é o novo evento esportivo mais comentado nas redes sociais.


É tetra: final da Copa bate todos os recordes nas redes sociais

No Twitter, o ponto alto das postagens foi o apito final do árbitro, confirmando o título da Alemanha: foram 618,7 mil tweets por minuto. O segundo momento de pico foi o gol decisivo, marcado pelo alemão Mario Götze, no segundo tempo da prorrogação (556,5 mil tweets por minuto). O terceiro lugar teve 395,7 mil tweets por minuto e foi para a contestada premiação de Messi, que recebeu a Bola de Ouro da Fifa como melhor jogador da competição.

Entre as postagens individuais, o destaque não poderia ser outro: as mensagens enviadas pelos jogadores alemães durante e após a celebração pelo tetra recebiam uma quantidade absurda de curtidas e compartilhadas. O polonês naturalizado Lukas Podolski, que virou xodó da torcida brasileira e até postava em português nas redes sociais, era um dos mais procurados. A cantora Rihanna, que também estava no estádio e até compartilhou a foto acima, foi outra celebridade que apresentou altos números.

Bombou no "Face"


É tetra: final da Copa bate todos os recordes nas redes sociais

No Facebook, o recorde também foi quebrado: a final da Copa é o evento esportivo de maior destaque na história do site ? e o pico também aconteceu no apito final do árbitro. O site publicou também quais foram os momentos mais quentes do jogo e até o público que mais acompanhou o jogo de olho na página.

Ao todo, foram 88 milhões de pessoas falando sobre o assunto em 280 milhões de interações (postagens, comentários e curtidas). Desses usuários, 10 milhões estavam no Brasil, mais de 7 milhões na Argentina e 5 milhjões na Alemanha. Os Estados Unidos surpreenderam e mostraram que agora ligam para o "futebol com a bola no pé": cerca de 10,5 milhões de pessoas falavam sobre a partida no momento em que ela era realizada.

Fonte: Tec mundo