Facebook tenta equilibrar os posts de usuários e páginas no feed de notícias

Segundo o Facebook, a mudança foi motivada por testes que mostraram que os usuários escrevem mais atualizações quando veem mensagens de texto no feed

O Facebook anunciou uma nova mudança no algoritmo responsável por mostrar as atualizações no feed de notícias da rede social. As alterações envolvem o volume de mensagens de texto que serão mostradas para os usuários: a partir de agora, a quantidade de atualizações de páginas sem mídias (foto, vídeo ou link) será reduzido, enquanto o de usuários comuns será "realçado".

Segundo o Facebook, a mudança foi motivada por testes que mostraram que os usuários escrevem mais atualizações quando veem mensagens de texto em seu feed. ?Nosso teste inicial levou a uma média de nove milhões de atualizações por dia quando mostramos mais mensagens de amigos?.

Ao mesmo tempo, o Facebook descobriu que o número de atualizações em texto de páginas não gera o mesmo resultado e, por isso, decidiu mostrá-las menos.

A expectativa com a mudança é de que as páginas percam um pouco de tráfego se publicados apenas posts com texto, mas ganhem em engajamento e em outros tipos de conteúdo, incluindo fotos e mídias digitais.

Para compensar uma eventual diminuição de acessos, a rede social recomenda que os administradores de página passem a usar a ferramenta de compartilhamento de links em vez de apenar colar o endereço no post. Sendo assim, os links ficam expostos de maneira "embedada", com visual mais atraente, mostrando fotos ou vídeos que estejam inclusos.

"A última atualização do ranking do Feed de Notícias trata as publicações de atualizações de status de páginas como uma categoria diferente em relação às atualizações de status de amigos", explica o comunicado.

"Estamos aprendendo que as publicações de páginas comportam-se de maneira diferente em relação às publicações de amigos e estamos trabalhando para melhorar nossos algoritmos de classificação para a diferenciação entre os dois tipos. Isso nos ajudará a mostrar às pessoas mais conteúdo que elas querem ver", completou o Facebook.

Fonte: Tech Tudo