Galaxy não pode funcionar fora do continente em que foi comprado

Os telefones da linha Galaxy, da Samsung, fabricados a partir de julho deste ano têm um novo bloqueio regional.

Os telefones da linha Galaxy, da Samsung, fabricados a partir de julho deste ano têm um novo bloqueio regional. Com variações continentais nos produtos, usuários que comprarem um novos gadgets da série em países europeus, por exemplo, não poderão usá-los no Brasil. Segundo a fabricante sul-coreana, é possível realizar o desbloqueio com empresas parceiras, mas o processo ainda não foi muito bem detalhado.

A descoberta foi feita por conta do lançamento do Galaxy Note 3, em 58 países, na última quarta-feira (25). O site Android Authority divulgou as imagens das caixas dos foblets que estão sendo vendidos na Europa e nos Estados Unidos. Em ambas há adesivos dizendo que eles só funcionam em seus respectivos continentes.

?Este produto só é compatível com um chip de uma operadora móvel das Américas. (Do Norte, Do Sul, Central e Caribe)?, diz o aviso do Note 3 nos EUA.

Em comunicado oficial, a divisão alemã da Samsung confirmou o bloqueio regional e revelou que, além do Galaxy Note 3, o Galaxy S3, Galaxy Note 2, Galaxy S4 e Galaxy S4 Mini também estão saindo de fábrica com o bloqueio regional. O recurso começou a ser implementado somente em aparelhos fabricados após julho de 2013, portanto, quem adquiriu um smartphone anteriormente não precisa se preocupar.

Na mesma nota, a Samsung alemã salientou que o bloqueio é reversível e que quem comprar um aparelho e precisar utilizá-lo em outro continente poderá desbloqueá-lo de graça em uma parceira da Samsung.

Para quem costuma comprar aparelhos nos EUA e trazer para o Brasil, nada muda. Não há bloqueio de um país para o outro, já que ambos estão na América. Porém, trazer um smartphone Galaxy da Europa pode ser arriscado. A chance de que ele não funcione com um chip brasileiro, por enquanto, é enorme.

Ainda não se sabe se as travas regionais são feitas no hardware ou no software da linha Galaxy que vem sendo fabricada desde julho. É possível que existam métodos de fazer os bloqueios serem superados em breve. Até agora, entretanto, a única certeza é de que a nova restrição deve se tornar padrão da Samsung.

Fonte: tech tudo