Google compra empresa de segurança cibernética VirusTotal

Objetivo da compra é eliminar conteúdos infectados do Gmail e do Google+.

O Google comprou a iniciante VirusTotal, escolhendo uma inexperiente mas muito utilizada representante do segmento de segurança cibernética, em um movimento que pode reforçar a proteção para seus serviços na Internet.

A aquisição da VirusTotal, que agrega a arquivos enviados e sites alertas da maioria dos antivírus --incluindo os da Intel Corp, McAfee e Symantec Corp--, pode fortalecer ainda mais a possibilidade da companhia eliminar conteúdos infectados do Gmail, da rede social Google+ e até de páginas que apresentam resultados de busca aos usuários.

A VirusTotal aceita solicitações de checagem de vírus, aplicando todos os softwares de proteção disponíveis no documento ou nas páginas questionadas, e depois envia os resultados aos fornecedores de segurança.

Uma vez que esses resultados incluem os documentos e sites submetidos, o serviço é considerado fonte valiosa de informação pela indústria de segurança sobre novas ameaças e alvos em potencial.

Nesta sexta-feira (7), a VirusTotal enfatizou que vai continuar realizando seu serviço de forma independente.

"A VirusTotal vai continuar operando independentemente, mantendo as parcerias com outras empresas antivírus e especialistas em segurança", afirmou a companhia em seu blog, ao anunciar a aquisição.

"Trabalhamos duro para garantir que os serviços que oferecemos continue melhorando. Porém, como uma companhia pequena e com recursos restritos isso pode às vezes ser um desafio", acrescentou.

O Google, que possui uma das maiores reservas de caixa e títulos de curto prazo na indústria de tecnologia, investe em dezenas de aquisições a cada ano, desde a Motorola Mobility, por US$ 12,5 bilhões, até operações menores destinadas a agregar tecnologia ou talentos ao grupo.

O valor da compra da VirusTotal não foi informado.

"A segurança é incrivelmente importante para nossos usuários e nós investimos muitos milhões de dólares para mantê-los seguros online", disse o Google em comunicado.

Fonte: G1