Google estaria desenvolvendo pílula capaz de detectar câncer

Google estaria desenvolvendo pílula capaz de detectar câncer

Projeto secreto do Google está desenvolvendo pílula que detecta câncer

Já pensou como seria se pudéssemos "dar um Google" em informações de nossa corrente sanguínea?

O Google [x], divisão da empresa voltada para projetos experimentais, está desenvolvendo uma pílula capaz de diagnosticar câncer e outras doenças. O projeto foi descrito Andrew Conrad, chefe de pesquisas biológicas, durante uma conferência do Wall Street Journal Digital.

Como funciona?

Funciona assim: após ser ingerida, a pílula libera nanopartículas programadas para se espalharem pelo corpo e detectarem células que estejam funcionando de forma anormal.

Para saber o resultado, um relógio inteligente "faz uma ligação" para as nanopartículas, que comunicam, por meio do relógio, o que há de errado com o corpo do paciente.

A ideia é identificar pequenas alterações bioquímicas nos tecidos do paciente, para que o diagnóstico possa ser feito bem cedo.

Como ressaltou a BBC, existem várias formas de câncer, como o de pâncreas, só são detectáveis em estágios irreversíveis.

As nanopartículas também podem liberar materiais que fazem células cancerosas brilharem mais em exames de imagem, facilitando o diagnóstico.

O projeto ainda está em fase inicial, mas o objetivo final é criar um sistema capaz de monitorar o sangue 24h por dia, detectando o câncer e outras doenças em seus estágios mais primários. "Estamos tentando afugentar a morte prevenindo doenças. Nosso inimigo é a morte desnecessária", disse Conrad.

O que é Google [x]?

É uma divisão do Google dedicada a pesquisas ambiciosas, com o objetivo de revolucionar o cotidiano das pessoas. Ele funciona em um esquema secreto dentro do complexo do Google em Mountain View, na Califórnia.

Segundo o Wall Street Journal, existem ao menos oito projetos sendo desenvolvidos pela divisão no momento. Entre eles, estão um carro que anda sem motorista, lentes de contato que medem índice glicêmico para diabéticos e o Google Glass.

Clique e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Brasil Post