Hackers roubam dados de rede hospitalar dos Estados Unidos

A direção da Community Health Systems já informou que contratou um grupo de especialistas para investigar o caso

Segundo a CNN, uma rede hospitalar dos Estados Unidos foi alvo de ataque cibernético; os hackers conseguiram ter acesso aos dados de 4,5 milhões de pacientes.

A rede hospitalar em questão é a Community Health Systems (CYH), que opera em 2006 hospitais espalhados nos estados do Alabama, Florida, Mississipi, Oklahoma, Pensilvânia, Tennesse, Texas e outros.


Os dados aos quais os hackers tiveram acesso são de endereços, datas de nascimento, números de telefones e seguro social dos pacientes. As pessoas que tiveram esses dados “roubados”, são aquelas que passaram nos últimos cinco anos pela rede hospitalar e de acordo com a reportagem, correm o sério risco de serem as próximas vítimas deste grupo de hackers, uma vez que eles podem com os dados roubados, usarem os números do seguro social para abrir conta no nome das pessoas afetadas com o crime, até mesmo podem solicitar ao banco, cartões de crédito e empréstimos.

A direção da Community Health Systems já informou que contratou um grupo de especialistas para investigar o caso, onde esses mesmos já descobriram de onde os criminosos efetuaram o ataque a rede hospitalar, segundo as investigações, os criminosos estavam localizados na China e eram providos de técnicas sofisticadas para atacar a rede de informações da CYN. Ainda de acordo com as investigações, os ataques ocorreram entre os meses de abril e junho deste ano.

Além do grupo especializado neste tipo de caso, contratado pela CYN, o FBI também está auxiliando nas investigações e segundo o órgão, os criminosos já haviam sido identificados anteriormente realizando ações de mesmo porte a outras empresas e redes hospitalares.

A direção da rede hospitalar informou que em breve os pacientes que foram afetados, receberão um comunicado de que o malware usado no ataque já foi eliminado do sistema.

Fonte: Oficina da Net