Fotógrafo é banido do Instagram por postar foto de mulher nua; veja lista dos "excluídos"

Fotógrafo é banido do Instagram por postar foto de mulher nua; veja lista dos "excluídos"

Com o poder de expulsão nas mãos, serviços como Facebook e Instagram já causaram muitas polêmicas

Com o poder de expulsão nas mãos, serviços como Facebook e Instagram já causaram muitas polêmicas ao deletar perfis legítimos ? ou até ilegítimos ?, mas carismáticos e populares. Afinal, toda rede social tem regras de uso, que, se violadas, podem acarretar na expulsão do usuário.

O acordo parece claro, mas frequentemente ambas as partes vacilam: ora alguém posta foto de conteúdo impróprio, ora a rede social entende errado alguma publicação. E não importa muito quem joga certo; quem sempre acaba perdendo a conta, ainda que temporariamente, é o usuário. Confira aqui casos de banimento que dividiram as opiniões dos internautas.

1. Daniel Arnold



Daniel Arnold, 32, era um dos fotógrafos mais badalados do Instagram, mas isso não foi suficiente para impedir o serviço de bani-lo. A expulsão aconteceu depois da publicação de uma foto com duas mulheres fazendo topless na praia, em Nova Iorque. A nudez, total ou parcial, viola as regras de uso da rede de Zuckerberg.

A repercussão do caso foi maior porque o artista ganhou notoriedade justamente por postar imagens do cotidiano da cidade. As fotografias eram tiradas quase sempre sem o conhecimento dos retratados e, frequentemente, ganhavam um caráter humorado ? muitas vezes, fazendo da personagem principal o motivo da piada. Além disso, ele não usava qualquer filtro e suas fotos, o que o diferenciava ainda mais dos fotógrafos habituais do Instagram.

Os milhares de seguidores de Daniel chegaram a fazer um movimento reivindicando sua volta à rede, o ?Free Daniel Arnold?, tanto via Twitter como no próprio Instagram. A iniciativa, porém, não obteve êxito. Por conta disso, Daniel criou uma outra conta no serviço. A página atual, além de privada, reúne imagens menos polêmicas. ?Fiquei me sentindo mal. Vi o quanto era idiota o que estava fazendo, tirando fotos do celular o dia todo, de pessoas estranhas e pensando que eu era algum tipo de artista?, disse o rapaz ao site Gawker.

2. Chief Keef

Outro a ser expulso do Instagram foi o rapper americano Chief Keef, de 17 anos, que postou uma foto recebendo sexo oral de uma mulher. Além de mostrar cena de sexo explícito, o que já viola as regras do serviço, a imagem pode ser considerada crime, já que o rapaz é menor de idade.

No Twitter, o adolescente escreveu a mensagem ?F*** o Instagram. Tiraram minha conta de novo?. O caso aconteceu em setembro, quando o rapper tinha pouco mais de 250 mil seguidores ? hoje, sua conta passa dos 400 mil. Por lá, ainda é possível ver a famigerada imagem.



3. Selena Gomez

O Facebook cancelou a conta de uma adolescente americana chamada Selena Gomez simplesmente por ele ter o mesmo nome da cantora teen. A rede social, que entendeu o perfil como um fake, notificou a usuária de que a desativação estava sendo feita por não se tratar de uma conta autêntica.

Selena Miranda Gomez, de 18 anos, disse ao portal TMZ, de notícias sobre celebridades, que nunca tentou se passar pela sua homônima famosa. ?Não sou uma impostora. Meu nome não é o dela em minha página. Eu até coloquei meu nome do meio para evitar confusão. Não tenho um amigo famoso, não finjo que sou ela e nem tenho fotos dela na minha página.?

Moradora do estado do Novo México, nos Estados Unidos, a Selena Gomez desconhecida recuperou sua conta depois que a redação do site Cnet encaminhou um e-mail ao Facebook relatando o erro. ?Obrigado por nos contatar. Vamos restaurar a conta em 24 horas depois de desabilitá-la erroneamente, e nos desculpamos pela inconveniência?, disse um porta-voz da rede social.

4. Chris Lilley

Em junho, o comediante australiano Chris Lilley, 37, foi banido do Facebook por 30 dias. A exclusão foi motivada pela postagem da foto dos testículos de um fã, parte do meme Sneaky Nuts, criado no ano passado. A brincadeira consiste em homens que enviam imagens de seus testículos em ocasiões importantes, como casamento ou formatura, para seu programa de TV, o ?Angry Boys?.

O artista reagiu naturalmente à expulsão. Em seu Twitter, ele disparou: ?Banido do Facebook porque alguém denunciou uma foto da brincadeira dos testículos. Continue me acompanhando pelo meu Instagram e Tumblr?, disse, incentivando aos usuários a continuarem mandando fotos.

Imediatamente após ser banido, Lilley criou uma fan page no Facebook para manter a divullgação de seu trabalho na rede social. A empresa diz que o afastamento do comediante foi feito de acordo com sua Declaração de Direitos e Responsabilidades.



5. Marcha das vadias

A rede também bloqueou as contas de três manifestantes da Marcha das Vadias, realizada em maio, em diversas cidades do Brasil, após publicarem fotos suas com os seios à mostra, tiradas durante o evento. Os alvos da censura foram duas mulheres de São Paulo e uma do Rio de Janeiro.

O protesto foi criado como forma de luta contra atos de violência contra mulheres, e recebe este nome em alusão à declaração de um policial, que disse que mulheres que não quisessem ser estupradas não poderiam se vestir como vadias. Procurada pela imprensa, a assessoria da rede social disse que o Facebook não se manifesta sobre casos específicos.



Fonte: Tech Tudo