Japonês processa Google por causa de recurso autocompletar

Recurso autocompletar do Google motivou japonês a entrar com processo contra a empresa.

O recurso autocompletar do Google pode criar sugestões divertidas na hora em que as buscas são feitas (o que é possível ver no álbum que está ao fim desta página), mas também pode ocasionar resultados desastrosos. É o que aconteceu com um homem no Japão. Ele entrou com um processo contra a empresa por causa das palavras que aparecem quando o seu nome é pesquisado.


Japonês processa Google por causa de recurso autocompletar

Segundo o jornal The Japan Times, o homem (que mora em Tóquio e não teve a identidade revelada) tem o seu nome diretamente ligado a alguns atos criminosos. De acordo com o jornal, os primeiros links que aparecem no Google quando o nome dessa pessoa é buscado são de artigos difamatórios.

De acordo com a acusação, o homem perdeu o emprego dos resultados do Google e começou a ter dificuldades de encontrar um novo trabalho. Ele já havia entrado na justiça para pedir a remoção dos links em outubro do ano passado. A justiça japonesa já havia aprovado a petição no mês de março deste ano. Apesar da vitória, o homem alega que ninguém do Google entrou em contato com ele. E isso motivou o pedido de indenização.

Não é primeira vez que o Google passa por problemas por causa do recurso autocompletar da ferramenta. No Brasil, a atriz Preta Gil chegou a fazer ameaças de que ia entrar na justiça contra a empresa por causa da associação de seu nome com o termo ?atriz gorda? em 2008. Na ocasião, o Google retirou os termos e houve um acordo entre as partes.

Fonte: Tech Tudo