Mãe descobre que mulher que matou filho atualiza Facebook

Mãe descobre que mulher que matou filho atualiza Facebook

Denúncia também põe em xeque a fiscalização dos presos nas cadeias norte-americanas.

Um caso curioso chamou a atenção de parte da população de Boston, nos Estados Unidos. Gizelle Miranda, mãe de uma criança assassinada por uma mulher chamada Natalie Rodriguez, descobriu que, apesar de ter sido condenada à prisão perpétua, ela vem tendo constante acesso à Internet. Inclusive, ela estaria atualizando o seu perfil no Facebook nos últimos dias.

A denúncia de Gizelle, além de chocante por todo o lado emocional, também põe em xeque a fiscalização dos presos nas cadeias norte-americanas. Afinal, é proibido por lei que eles tenham acesso à grande rede ou possuam smartphones com conexão 3G. A conta foi criada pela assassina em dezembro de 2011 e chegou a ter cerca de 30 fotos ? uma delas em uma festa de aniversário na sua cela na prisão de Framingham. No entanto, após as denúncias, foram tiradas do ar.

O assassinato aconteceu em 2002. Natalie era considerada uma irmã por Gizelle, porém tinha temperamento forte e após uma briga acabou sendo expulsa do apartamento que as duas dividiam. A maneira que ela encontrou para se vingar da antiga amiga foi sequestrar Xavier, de apenas oito meses. Ela costumava bater no menino, causando danos letais à coluna do bebê. Chateada, a mãe da criança ainda não entende como seu filho foi assassinado e, menos ainda, como Natalie vem tendo regalias na prisão.

?Ainda não sei porque ela fez isso comigo. Procuro explicações até hoje. Ainda sofro muito, machuca saber disso tudo?, disse Miranda, em entrevista ao canal Fox News nos Estados Unidos.


Mãe descobre que mulher que matou filho, mesmo presa, atualiza Facebook

Fonte: Daily Mail