Mais rápida, versão final do Mozilla Firefox 11 já pode ser baixada

Mais rápida, versão final do Mozilla Firefox 11 já pode ser baixada

Navegador está mais rápido e permite a sincronização de complementos.

A versão final do Firefox 11 só será lançada na terça-feira (13/03), mas, como de costume, já é possível baixá-la diretamente dos servidores da Mozilla.

Por mais que alguns links, publicados mais cedo, tenham saído do ar, ainda há portais de terceiros pelos quais o download pode ser feito. Há a especulação de que o modelo vazado precisa ser atualizado, mas, se for o caso, o usuário poderá fazê-lo em poucos dias.

De qualquer forma, o beta do software foi liberado em fevereiro e por ele se vê que diversos recursos úteis para usuários e desenvolvedores foram incorporados. A seguir, os cinco principais.

Do Chrome para o Firefox

As versões anteriores ofereciam ferramenta de migração ? para importar favoritos, histórico e senhas ? apenas para Safari e Internet Explorer. Agora o suporte foi estendido para o Chrome.

Sincronização de complementos

Os complementos são peça-chave para a experiência dos usuários com o navegador e o novo recurso de sincronização permite sincronizá-los com diferentes máquinas. Assim, independentemente do computador utilizado, os aplicativos instalados estarão lá. Para ativar a função, basta ir até a aba ?Sync? no menu ?Opções?.

Flash para Android

Internautas que tiverem dispositivos da plataforma Android (na versão 2.3 ou inferior) e instalarem o browser poderão rodar vídeos e aplicações em flash sem problemas. A Mozilla garante que a compatibilidade chegará em breve os modelos mais novos - 4.0 Ice Cream Sandwich, por exemplo.

Velocidade

O suporte ao protocolo SPDY foi adicionado, o que favorecerá a rápida abertura de sites que foram previamente carregados. As páginas são executadas em SLL, tornando o processo mais seguro.

Ferramenta para desenvolvedores

Por fim, uma série de ferramentas para desenvolvedores foram acrescentadas, como o ajusto do tamanho do texto via CSS e o novo padrão WebGl, para a visualização de gráficos 3D, entre outras coisas.

Fonte: UOL