Microsoft admite caso de espionagem na conta de um blogueiro no Hotmail

O caso envolve o ex-funcionário Alex Kibkalo, natural da Rússia



A Microsoft admitiu, nesta quinta-feira (20), que espionou a conta de um blogueiro no hotmail para rastrear quem tem vazado segredos da compania. As informações são do Huffington Post.

John Frank, conselheiro-geral adjunto da Microsoft, disse em um comunidado que a empresa de software tomou medidas extraordinárias no caso. Ele ainda afirmou que no futuro a Microsoft consultaria um advogado que é ex-juiz para entender se a corte pode permitir esse tipo de pesquisa.

O caso envolve o ex-funcionário Alex Kibkalo, natural da Rússia. O russo foi arquiteto de software da empresa de Bill Gates no Líbano. De acordo com o FBI, a Microsoft viu e-mails de um blogueiro para quem Kibkalo supostamente vazou códigos da compania. A queixa, apresentada nesta segunda-feira (17) pelo agente do FBI Armando Ramirez no tribunal federal de Seattle, não identificava o blogueiro.

A espionagem aconteceu apenas alguns meses antes de a Microsoft entregar ao agente do FBI um relatório de investigação interna do caso. A pesquisa descobriu mensagens do ex-funcionário russo ao blogueiro contendo correções para o sistema operacional Windows 8 RT antes de ele ser lançado. A denúncia também alega que Kibkalo compartilhou um kit de desenvolvimento que poderia ser usado por hackers para entender como a Microsoft usa as chaves de ativação dos softwares originais.

A denúncia também revela que a Microsoft não espionou apenas e-mails, mas também mensagens instantâneas trocadas pelos dois em setembro. A empresa também examinou arquivos do ex-funcionário no serviço de armazenamento em nuvem da empresa, que, à época, se chamava SkyDrive. Kibkalo é acusado de trocar arquivos com o blogueiro usando a ferramenta.

A Microsoft tem se posicionado contra os casos de cyberespionagem pelo governo e tem criticado fortemente o Google pela maneira como a empresa trata a questão de privacidade no Gmail. O Google é acusado de vender conteúdo de mensagens dos usuários a empresas anunciantes.

Fonte: r7