Microsoft rastreia usuários do Windows Phone sem autorização

A acusação acontece no mesmo ano em que o iPhone, da Apple, foi acusado de coletar dados de localização dos usuários e estocá-los por mais de um ano



A Microsoft está sendo acusada em um novo processo de rastrear a localização dos usuários do Windows Phone sem o consentimento deles, segundo informou a afência Reuters por meio do site Huffington Post.

A ação, que entrou na corte federal de Seattle, nos Estados Unidos, na última quarta-feira, alega que a Microsoft desenvolveu intensionamente o software da câmera no sistema operacional Windows Phone 7 de modo que ele ignore o pedido do usuário para não ser rastreado.

A acusação acontece no mesmo ano em que o iPhone, da Apple, foi acusado de coletar dados de localização dos usuários e estocá-los por mais de um ano. De acordo com o Huffington post, a polêmica ganha relevância dentro da discussão sobre privacidade e localização. Legisladores dos EUA acusam a indústria da tecnologia de usar dados de localização com objetivos de marketing dentro de um mercado potencialmente multimilionário sem o consentimento dos usuários.

A ação contra a Microsoft cita uma carta que a companhia mandou para o Congresso em que afirma que somente recolhe dados de geolocalização com a total autorização do usuário. "A representação da Mircrosoft ao Congresso é falsa", afirma o processo.

Procurada pela reportagem da agência Reuters, a Microsoft não quis ou não pôde se pronunciar.

Fonte: Terra, www.terra.com.br