Confira o comparativo da semana com os smarts Moto E e Lumia 530

Confira o comparativo da semana com os smarts Moto E e Lumia 530

Comparativo entre Moto E e Lumia 530

O Moto E é o queridinho da vez para quem procura um smartphone com preço baixo e bom desempenho. No entanto, o recém-apresentado Lumia 530, com Windows Phone 8.1, promete entrar com força na briga com o Android pelo consumidor que busca custo-benefício. Qual a melhor opção nessa disputa? Confira a analisecom as características do aparelho da Motorola e a novidade da Microsoft.

Desempenho: Lumia 530

Nesse ponto, os dois aparelhos intercalam pontos fortes e fracos. O Moto E traz 1 GB de memória RAM, o dobro do que os 512 MB oferecidos pelo Lumia 530. Por outro lado, o aparelho da Microsoft usa um processador Snapdragon 200 de 1,2 GHz com quatro núcleos de processamento, enquanto o telefone da Motorola traz um chip da mesma geração e com 1,2 GHz, mas apenas dual-core.

No que diz respeito ao sistema, historicamente, o Windows Phone consome menos recursos do que o software do Google, o que daria uma ligeira vantagem ao Lumia 530. No entanto, o Moto E traz uma versão bastante limpa e otimizada do Android 4.4.2 (KitKat) e seu 1 GB de RAM deve garantir que a plataforma rode "liso".

A vantagem para o aparelho da Microsoft, no entanto, se dá no armazenamento. Tanto o Lumia 530 quanto o Moto E trazem apenas 4 GB de memória interna. No entanto, o dispositivo com Windows Phone aceita expansão de até 128 GB via cartão de memória, enquanto o telefone da Motorola tem um limite quatro vezes menor: ?apenas? 32 GB.

Já as conectividades são as mesmas. Ambos tem opções dual-chip e acessam a rede 3G, Wi-Fi e possuem Bluetooth.

Tela: Moto E

A Motorola soube caprichar no display do seu dispositivo de entrada. O Moto E traz uma tela ligeiramente maior do que a do Lumia 530, com 4,3 polegadas contra 4 polegadas, respectivamente. Além disso, o aparelho Android tem melhor resolução, com 960 x 540 pixels contra 854 x 480 pixels do concorrente.

A superioridade estende-se ainda à densidade de pixels, com 256 ppi para o Moto E contra 245 ppi do Lumia 530, além da proteção Gorilla Glass 3 presente apenas no dispositivo da Motorola. Com isso, o telefone com Android deve oferecer uma melhor visualização do conteúdo na tela e também uma maior resistência a quedas e arranhões.

Dimensões: Lumia 530

A preferência pelo visual dos aparelhos varia de acordo com o gosto do consumidor. No entanto, o Lumia 530 consegue ser mais portátil do que o concorrente da Motorola. São 119,7 x 62,3 mm para o aparelho da Microsoft contra 124,8 x 64,8 mm do Moto E, o que deve fazer com que o dispositivo da antiga Nokia se encaixe melhor em mãos pequenas.

O Lumia 530 também é mais fino e deve ser mais confortável de usar em bolsos muito apertados, já que apresenta 11,7 mm contra 12,3 mm do aparelho da Motorola. Outra vantagem é o peso de 129 gramas do aparelho da Microsoft, 13 g a menos do que os 142 g do Moto E.

Bateria: Moto E

Esse é um quesito no qual o aparelho da Motorola leva uma aparente vantagem. O Moto E chega de fábrica equipado com uma bateria de 1.980 mAh superior, à de 1.430 mAh utilizada no Lumia 530. No entanto, essa posição pode variar após o Lumia 530 chegar às lojas e ser possível testar como o aparelho se vira no dia a dia. Afinal, a autonomia dos dispositivos depende ainda da integração com o sistema operacional de ambos.

Câmera: Empate

Os dois dispositivos trazem conjuntos fotográficos bastante básicos ao usuário. Tanto o Lumia 530 quanto o Moto E possuem uma câmera traseira de 5 megapixels sem flash e com gravação de vídeos a 480 pixels. Além disso, nenhum tem câmera frontal para selfies e videoconferência.

A máquina fotográfica do Moto E pode chamar a atenção pela função HDR, ausente no dispositivo da Microsoft. No entanto, o Lumia 530 conta com o Nokia Camera e todos os outros aplicativos da Nokia especialmente voltados para fotografia e imagem. Sendo assim, ambos se equivalem nesse sentido.

Sistema operacional: Empate

Assim como o design, o sistema operacional é uma questão mais ligada ao gosto do usuário e às suas expectativas. Ambos trazem as versões mais recentes de suas plataformas. O Moto E chega equipado com o Android 4.4.3 (KitKat), enquanto o Lumia 530 tem o Windows Phone 8.1 de fábrica já com a atualização Lumia Cyan.

No que diz respeito às funcionalidades nativas, tanto o sistema do Google como o da Microsoft estão bastante equiparados. Ambos possuem central de notificações, assistentes virtuais, opções de personalização, entre outras. Sendo assim, cabe ao consumidor optar por aquele que lhe agrada mais em design e ferramentas.

Já em relação a jogos e aplicativos, o Android consegue oferecer uma boa vantagem frente à loja do Windows Phone, que possui as principais aplicações do mercado, mas peca pelas novidades. Por outro lado, a plataforma da Microsoft tem um retrospecto mais favorável do que o sistema do Google no que diz respeito a aparelhos de baixo custo, oferecendo um bom número de atualizações e melhor desempenho.

Preço e disponibilidade: Moto E

Essa é mais uma questão que deve-se aguardar para dar a palavra final. No entanto, se você procura um aparelho para comprar agora, a única alternativa é o Moto E. O dispositivo da Motorola tem preço sugerido de R$ 529 na versão dual-chip e R$ 599 no aparelho com dois chips e TV Digital.

Enquanto isso, o Lumia 530 ainda não está disponível no Brasil, mas tem chegada confirmada para até o fim de setembro. Ainda não há preço definido, mas lá fora o aparelho custará 85 euros (cerca de R$ 255) sem impostos e subsídios. Além disso, com a versão mais barata do Lumia 630 a R$ 549, a expectativa é que o telefone da Microsoft chegue com um preço próximo a esse ou inferior.

Conclusão

De acordo com os pontos analisados anteriormente, o Moto E leva uma pequena vantagem, mas é preciso aguardar até que os primeiros testes com o Lumia 530 venham à tona e revelem mais características do aparelho. Além disso, um fator ainda pode fazer a diferença nessa batalha: o preço. Com o Lumia 630 na mesma faixa do aparelho da Motorola, é possível que a Microsoft lance o 530 a um custo mais competitivo, o que certamente seria um atrativo a mais para quem quer economizar.

Por outro lado, também vale colocar na balança: Se você é usuário dos serviços do Google, como o Gmail e Google+, a melhor alternativa deve ser optar pelo Android. Já se você possui um e-mail da Microsoft, seja do Outlook ou Hotmail, e quer aproveitar uma boa integração com o OneDrive, Office e os recursos de câmera da Nokia, talvez vale optar pelo Lumia 530 e o Windows Phone. De qualquer forma, ambos prometem oferecer bons resultados a preços baixos.


Moto E ou Lumia 530? Veja o comparativo de smartphones da semana

Fonte: Tech Tudo