MPPE lança software de combate à violência contra a mulher; veja

MPPE lança software de combate à violência contra a mulher; veja

O programa foi criado pelo Núcleo de Apoio à Mulher (NAM) e a Coordenadoria Ministerial de Tecnologia da Informação (CMTI) do Ministério Público

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) criou um software para ajudar a combater a violência contra a mulher no Estado.

O software vai possibilitar ao MPPE levantar dados estatísticos sobre o problema e com isso planejar ações e sugerir políticas públicas. A ideia é diminuir os índices de violência contra a mulher. O programa foi criado pelo Núcleo de Apoio à Mulher (NAM) e a Coordenadoria Ministerial de Tecnologia da Informação (CMTI) do Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Com o programa, o NAM, com base na Lei Maria da Penha (art. 26, III), iniciará uma pesquisa sobre a qualidade do atendimento às mulheres vítimas de violência abrangendo todo o Sistema de Justiça especializado no Recife (Ministério Público, Defensoria Pública, Polícia Judiciária e Poder Judiciário). ?Poderemos diagnosticar a atuação de todo o Sistema de Justiça, identificando possíveis gargalos na investigação, processamento e julgamento dos casos de violência?, explica o coordenador do NAM, promotor de Justiça João Maria Rodrigues, por email.

O software ainda permitirá definir o perfil do agressor e da vítima, classe social, religião, qual o dia da semana em que acontece a violência, período do dia, renda, entre outros dados. Depois de concluído o diagnóstico, as informações serão entregues ao Instituto Maria da Penha (IMP), que vai compilar tudo em um estudo científico.

Segundo o MPPE, entre 2006 a 2012 houve uma redução no índice de violência contra a mulher de 40%. No entanto, de 2012 a 2013, houve um aumento de 24%. No ranking dos estados, Pernambuco é o 5º mais violento e o Recife é a 6ª capital mais violenta.

Fonte: Net10