Nokia faz parceria com microsoft e Windows Phone 7

Apesar de dizer em comunicado que manterá o Symbian

Em uma parceria anunciada hoje, a Nokia informou que adotará o Windows Phone 7, sistema operacional desenvolvido pela Microsoft, como sua plataforma principal para smartphones a partir de agora. Com a decisão, o Symbian, sistema operacional próprio utilizado até agora, ainda receberá investimentos, que se diluirão nos próximos anos.

A tendência é que o Windows Phone 7 substitua completamente o Symbian. Durante esta fase de transição que, segundo fontes, deve terminar em 2012, a Nokia ainda espera vender 150 milhões de aparelhos com Symbian.

O foco principal agora, de acordo com Elop, será suportar a nova parceria com a Microsoft, de modo que a Nokia lance uma nova geração "vencedora" de smartphones e, com isso, brigue com o Android e o iOS para liderar o mercado. "Agora é uma corrida de três cavalos", disse Elop.

Ao contrário do Symbian, Stephen Elop, presidente da Nokia, afirmou que a empresa continuará investindo no MeeGo, sistema operacional desenvolvido em conjunto pela Nokia e Intel, e que constituia, até então, a grande promessa da Nokia para competir com o iPhone e com os smartphones com sistema operacional Android. "Sob esta nova estratégia, o MeeGo se torna um projeto de sistema operacional para celulares open-source", disse Elop. A Nokia planeja lançar o primeiro aparelho com o MeeGo até o final de 2011.

Privilégios

A parceria com a Nokia também é estratégica para a Microsoft. Até agora, a empresa conseguiu parcerias importantes com fabricantes de smartphones, entre eles Dell, HTC, LG e Samsung, mas nenhum deles adotou o Windows Phone 7 como plataforma única. Todos eles também fabricam aparelhos com o Android, sistema operacional do Google, um dos principais competidores do mercado.

Ao que tudo indica, a parceria com a Nokia é especial para a Microsoft. Isso significa que a Nokia terá vantagens no uso do Windows Phone 7 sobre as outras empresas já citadas como, por exemplo, a possibilidade de modificar o sistema da Microsoft como quiser, de modo a ajustá-lo aos produtos. Ao responder uma pergunta durante o anúncio da parceria, no entanto, Elop enfatizou que a equipe da Nokia não interferirá muito no sistema, para manter a padronização dos produtos que o utilizam.

A Microsoft já negou tal privilégio aos outros fabricantes que, inclusive, precisam seguir padrões de hardware para utilizar o Windows Phone 7.

Aplicativos

Ao utilizar o Windows Phone 7 em seus smartphones, a Nokia se beneficia do ecossistema de desenvolvedores de aplicativos da Microsoft. De acordo com dados da consultoria IDC divulgados em dezembro, o Windows Marketplace já oferecia 4 mil aplicativos para smartphones.

De acordo com a Microsoft, a loja de aplicativos da Nokia será integrada ao Windows Marketplace, de modo que os usuários poderão baixar os aplicativos desenvolvidos pela Nokia para os smartphones a partir do mesmo local.

Os desenvolvedores de aplicativos para smartphones da Nokia também terão que adotar o ambiente de desenvolvimento da Microsoft para criar aplicativos para Windows Phone 7. O ambiente atualmente usado, o Qt, será usado apenas para manter aplicativos de Symbian e desenvolver aplicativos para aparelhos com MeeGo, que terá menos importância, de acordo com as previsões de investimentos da Nokia.

Fonte: IG