Nokia visita Brasil e anuncia nova linha de celulares para o país

Nokia visita Brasil e anuncia nova linha de celulares para o país

Família de aparelhos Asha tem preço de até R$ 500

Stephen Elop, o CEO da Nokia, fez sua primeira visita ao Brasil nesta quarta-feira (30) e anunciou a chegada ao país dos celulares da linha Asha, que busca trazer algumas das funções dos smartphones a aparelhos de menor custo.

Em sua visita, Elop também confirmou a produção do Nokia Lumia 710, smartphone com Windows Phone, na fábrica da companhia no Brasil. O executivo anunciou que o aparelho chegará ao Brasil no primeiro trimestre de 2012.

?A América Latina é um mercado estimulante para nós. A relação da Nokia com o Brasil já era forte e vamos continuar com isso?, revelou o executivo, que assumiu o comando da Nokia em setembro de 2010, vindo da Microsoft. ?Nosso comprometimento com o Brasil vai além do negócio. Trabalhamos pela comunidade.?

Para Elop, o Brasil traz uma oportunidade de negócio interessante para a Nokia. ?Há um crescimento na inovação que é produzida e consumida aqui. Hoje temos mais de 1.500 desenvolvedores fazendo aplicativos para as plataformas da Nokia.? Segundo ele, a "América Latina tem a maior taxa de crescimento de smartphones de todo o mundo."

Sobre o Windows Phone, o CEO anunciou que a Nokia está firmando parcerias com o Brasil para ter aplicativos mais atrelados aos interesses do público local. ?Nossa estratégia é trazer aplicações que sejam relevantes para as economias?, disse. Elop citou o design e essa preocupação com os programas locais como o que irá diferenciar a Nokia em meio à variedade de aparelhos disponíveis no mercado.

Asha

A linha de celulares Asha chega ao Brasil com três aparelhos: o 303, o 200 e o 201 ?o preço sugerido para cada um dos aparelhos da família não ultrapassa R$ 500. A estratégia da companhia com os produtos é "conectar o próximo bilhão de pessoas" --a empresa busca usuários que estão tendo seu primeiro contato com a internet no mundo móvel.

Segundo a Nokia, o 303 será o primeiro a ser vendido no Brasil, em janeiro de 2012, com preço sugerido de R$ 460. O aparelho tem tela de 2,6 polegadas e teclado QWERTY, funciona com processador de 1GHz e tem capacidade de conexão com redes 3G e Wi-Fi/WLAN.

Em fevereiro, chega o Asha 200, que tem capacidade para dois chips e teclado QWERTY --ele chega pela TIM e pela Claro, por R$ 350. No mês seguinte, a Nokia lança o Asha 201 no país, pela Vivo e pela TIM, por R$ 250.

Mudanças na empresa

?Tivemos que tomar duras decisões sobre o futuro da empresa. Precisávamos mudar, porque o mundo ao nosso redor tinha mudado e nós não estávamos fazendo isso rápido o suficiente?, disse Elop, sobre as mudanças que tem feito na Nokia desde que assumiu o comando.

Um exemplo da mudança no ritmo com o qual as coisas são feitas na empresa foi, segundo o executivo, a criação da linha Lumia, de smartphones com Windows Phone. ?Anunciamos a parceria com a Microsoft em fevereiro e, em outubro, tínhamos um aparelho para mostrar.?

O CEO reforçou que a ideia da Nokia é competir tanto no setor de smartphones quanto no de aparelhos mais acessíveis. ?Acreditamos que é preciso ter um portifólio diverso de aparelhos. Competimos com os fabricantes chineses também. Adoramos uma competição e isso nos faz fazer nosso melhor trabalho.?

Fonte: G1