Novo projeto do YouTube quer combinar o melhor da TV e web

Para prová-lo, foi apresentado um aplicativo do YouTube que permite assistir aos vídeos em um console de video game Xbox 360 conectado à internet


Novo YouTube quer

O site de publicação de vídeos YouTube apresentou o novo desenho de sua página na internet, que destaca seus diferentes "canais" em estilo similar ao da televisão, e promete uma integração mais fluida com outros serviços do grupo Google. "Realmente estamos tentanto combinar o melhor da televisão com o melhor da web", afirmou esta quinta-feira um encarregado do YouTube, Shishir Mehrotra, ao apresentar as mudanças na sede da companhia, em San Bruno, nos Estados Unidos.

"A expressão "vídeo online" está para desaparecer à medida que for possível assistir aos vídeos em qualquer dispositivo", disse. Para prová-lo, foi apresentado um aplicativo do YouTube que permite assistir aos vídeos em um console de video game Xbox 360 conectado à internet.

A nova página principal do YouTube tem tanto canais criados por qualquer usuário quanto canais de televisão profissionais ou de estúdios de cinema, entre outras mudanças. O novo desenho estabelece as bases para que os estúdios de cinema e TV criem canais pagos, um passo sobre o qual os encarregados do YouTube se negaram a comentar. O YouTube também está avaliando um novo modelo de financiamento no qual os espectadores podem pular os anúncios publicitários e os anunciantes só pagam pelos fragmentos das peças que as pessoas viram.

A ideia final do novo projeto é que o YouTube seja mais fácil de usar de qualquer dispositivo ligado à internet, seja um telefone, um computador, um aparelho de TV ou um tablet. "Isto é realmente o maior redesenho e o maior lançamento da história do YouTube", disse outro representante da empresa, Noam Lovinsky. O logotipo do YouTube também mudará para se parecer mais com o do Google. "À medida que o redesenho do site se generalizar para todos os dispositivos, este será um ponto de inflexão para os provedores de conteúdo", afirmou Lovinsky. "Todo o mundo vai querer ter um lugar de destaque na página principal", opinou.

Fonte: Terra, www.terra.com.br