Pulseira inteligente chega ao Brasil em dezembro e poderá custar até R$ 350

Preço permite concorrer com relógios inteligentes, mais caros, diz executivo. Dispositivo mostra informações que estão no celular.

Enquanto relógios inteligentes começarão a tentar dominar o mercado a partir do final de 2014, mas a fabricantes de acessórios para PC Razer tem uma opção mais discreta, embora de alta tecnologia, para quem não quer chamar muito a atenção e usar o gadget vestível. A companhia trará ao Brasil a pulseira inteligente Nabu na primeira semana de dezembro pelo preço de R$ 350.



A empresa diz que busca este preço, mas ele pode mudar por conta da flutuação do valor do dólar em relação ao real.

Sucesso na feira Consumer Electronic Show (CES) 2014, realizada em janeiro, o valor da Nabu é inferior ao de relógios inteligentes como o Pebble e o Moto360 - e certamente deve ser menor do que o Apple Watch que ainda será lançado. Não há uma tela grande como nestes dispositivos. A Nabu é uma pulseira com uma pequena tela na parte inferior. Ao receber uma ligação telefônica, uma mensagem, um tuíte, um WhatsApp, uma curtida no Instagram, por exemplo, ela vibra e apresenta um resumo da mensagem nesta tela, ativada quando o usuário gira o pulso.

"A pulseira mostra um resumo de quatro linhas de uma mensagem, para dar oportunidade ao usuário de não precisar tirar o telefone do bolso", explica João Martins, diretor da Razer no Brasil, durante a feira Brasil Game Show 2014. "Optamos por criar um produto mais discreto, com menos exposição".

A pulseira é compatível com smartphones com iOS e Android - ainda não existe para Windows Phone - e se conecta ao aparelho por meio da conexão sem fio Bluetooth. A bateria depende do uso, mas dura até uma semana

"Haverá uma loja de aplicativos para a Nabu, e qualquer empresa poderá fazer", conta o executivo. Desse modo, até games e outros tipos de apps podem ser usados na pulseira.

Há também um foco na saúde. A Nabu conta passos e permite que sejam estipuladas metas para os dias. Ela também controla o sono e acorda o usuário no melhor momento próximo da hora de dispertar.

Uma boa notícia é que se o usuário tomar um banho de chuva, a Nabu não estragará. Ela só não pode ser imersa em água.

Clique e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: G1