Windows 8 é repaginado e traz novas funções; veja novidades

Desde que foi anunciado, o sistema operacional tem causado um enorme frisson nos meios de comunicação


Repaginado e com novas funções, veja novidades no Windows 8

Em 13 de setembro, durante a conferência BUILD, a Microsoft finalmente fez a apresentação oficial da nova versão do seu sistema operacional: o Windows 8. Desde que foi anunciado, o sistema operacional tem causado um enorme frisson nos meios de comunicação. A cada rumor ou vazamento, o software prometia uma série de renovações drásticas na forma como os usuários interagem com suas ferramentas. Segundo as especulações, o modo como usamos os computadores estava prestes a ser revolucionado.

Após a divulgação oficial do Windows 8, a Microsoft disponibilizou uma prévia do que está por vir. O Windows 8 Developer Preview permite que possamos experimentar algumas das novidades da versão recente do sistema operacional mais popular do mundo. Mas quais são os novos recursos que o Windows 8 oferece? Se você ainda não teve a oportunidade de testá-lo, confira as características que mais ganharam destaque no SO.

Interface Metro

Sem dúvida, a grande mudança no Windows 8 é a sua interface, baseada na Metro UI - a mesma utilizada para o desenvolvimento do Windows Phone 7. Graças a essa novidade, o sistema operacional da Microsoft ganhou uma forma de interação muito parecida com a que acontece nas pastas de aplicativos do iOS (SO presente no iPhone).

Ao executar essa versão do Windows, o usuário se depara com uma nova tela chamada "Start". Nela, todos os aplicativos ficam organizados em pequenas peças, apelidadas de "mosaicos". Tal ambiente substitui o tradicional Menu Iniciar de edições anteriores do sistema. Sempre que um programa é instalado, um novo atalho é criado nessa seção.

Você é capaz de personalizar a tela "Start" criando links para pastas e organizar os mosaicos apenas arrastando-os para as posições que desejar. Por meio do "Zoom out", é possível visualizar todas as telas de mosaicos. Esse ambiente ainda permite a modificação do nome de usuário, foto de exibição, imagem de fundo da janela de desbloqueio de conta e outros detalhes do sistema com muita facilidade.

Os mosaicos possuem mais uma característica interessante: eles são mais que meros atalhos, funcionando como APIs com atualização em tempo real. Por exemplo, o aplicativo de tempo e temperatura mostra o clima de qualquer cidade com monitoramento constante, bastando estar conectado à internet. A princípio, os softwares executados pela tela "Start" serão reproduzidos automaticamente em tela cheia.

Apesar das reformulações proporcionadas pela interface Metro, o Windows 8 ainda manterá a compatibilidade com sua versão antecessora, o Windows 7. Na página inicial do sistema, existe um atalho para a área de trabalho clássica, a qual possui as mesmas características. O plano de fundo, a barra de tarefas e os ícones permanecem como os conhecemos hoje. A primeira mudança acontece no botão do Menu Iniciar. Se antes ele abria um menu com acesso aos aplicativos disponíveis no PC, na nova versão do SO ele encaminha o usuário para a tela "Start".

Internet Explorer 10

A web está cada vez mais dinâmica e interativa. Nesse sentido, a Microsoft procurou tornar o seu navegador mais imersivo, oferecendo uma experiência de navegação mais agradável para os internautas. O Internet Explorer 10 está bem diferente no Windows 8.

A barra de endereço foi deslocada para a parte inferior do browser, ela é oculta automaticamente e a quantidade de botões foi reduzida. Assim, o usuário ganha em amplitude de visualização, já que a tela é preenchida totalmente pelo site visitado.

Os desenvolvedores procuraram promover ações mais simples e rápidas. Por exemplo, quando usado em computadores, o botão direito do mouse serve para adicionar novas abas ao IE. O mecanismo de notificação do navegador também foi aprimorado, apresentando avisos mais enxutos.

Para quem não gosta de mudanças bruscas, o Internet Explorer 10 mantém a sua aparência atual (semelhante a da versão 9) quando executado pelo modo clássico do sistema operacional. Dessa forma, o usuário pode se acostumar aos poucos com a nova interface e migrar para a edição mais recente à medida que sentir mais confiança.

Gerenciador de Tarefas

O Gerenciador de Tarefas é outro recurso do sistema operacional que recebeu grandes alterações. No Windows 8, esse mecanismo conta com um método de cores para que as informações apresentadas sejam assimiladas com maior facilidade. Nesse contexto, quanto mais pesado é um processo, mais forte é a tonalidade da sua respectiva cor.

O novo Gerenciador de Tarefas possui uma série de gráficos para esclarecer a utilização dos componentes do PC - como memória RAM, processador, disco de armazenamento e conexão de rede.

Painel de controle

Ao experimentar o Windows 8, é fácil perceber as drásticas mudanças no Painel de Controle. Focado especialmente para dispositivos com tela sensível ao toque, mas com total funcionalidade em computadores, esse recurso do sistema exibe tudo o que pode ser configurado em uma coluna na esquerda, e mais detalhes são exibidos à direita.

A partir de agora, as ações relacionadas à energia do PC (como desligá-lo ou reiniciá-lo) são mais rápidas e não afetam os arquivos abertos, proporcionando maior segurança às informações do usuário. No Painel de Controle, você pode acessar as seções de configuração de personalização do sistema, perfis de usuários, notificações, privacidade, pesquisa, compartilhamento de dados (histórico e aplicativos, por exemplo), acessibilidade, periféricos e sincronização (incluindo idioma do SO, temas, softwares e histórico de navegação).

Interface Ribbon

Acompanhando todas as remodelações visuais mencionadas anteriormente, o Windows 8 também alterou a aparência das janelas do sistema. Agora, a interface delas segue o padrão "Ribbon", o mesmo utilizado nos programas do pacote Microsoft Office. Por meio desse recurso, algumas ferramentas de visualização, edição e compartilhamento permanecem sempre disponíveis.

Os mecanismos exibidos são contextualizados de acordo com o tipo de arquivo ou pasta selecionada. Assim, por exemplo, se você clicar sobre uma imagem, o Windows Explorer disponibilizará recursos para rotação e edição da foto - o que não acontecerá caso um arquivo compacto seja selecionado.

Para usuários que priorizam espaço de visualização, o SO permite que a barra de ferramentas fique escondida apenas sendo pressionada uma seta. Dessa forma, você não precisa lidar com esse novo recurso todo o tempo. Ainda existem modificações sutis na Barra de títulos das janelas, bem como em ícones.

Menu Iniciar

O Menu Iniciar que conhecemos atualmente deixou de existir no Windows 8. No modo clássico do SO, o ícone ainda está presente, mas ao pressioná-lo o usuário é encaminhado para a tela "Start". Nesse ambiente baseado na interface Metro, não há qualquer tipo de barra ou botão.

Todavia, posicionando o cursor do mouse no canto inferior esquerdo da tela por alguns segundos, é apresentado o relógio e um menu de atalhos. Entre as opções encontradas, estão links para configurações dos aplicativos abertos e, em primeiro plano, dispositivos conectados ao PC, métodos de busca e compartilhamento de screenshots.

Windows Store

Um dos recursos mais esperados para o Windows 8 foi a Windows Store, loja online de aplicativos da marca. De acordo com pronunciamentos da empresa, todos os programas que forem disponibilizados passarão por uma rígida avaliação, o que deve prevenir a presença de arquivos infectados no serviço.

A loja conta com um atalho direto entre os mosaicos da interface Metro. Basta um clique sobre o ícone para que a tela inicial da Windows Store seja carregada. Como acontece na Android Market e na App Store, os softwares serão organizados por gêneros e preços. A descrição de cada aplicativo contará com screenshots e análises dos usuários. A Windows Store ainda não está disponível na versão pré-Beta.

Restauração

Em relação à manutenção do sistema, o Windows 8 possui uma interessante novidade: diferentes formas de restauração. Caso ocorra algum problema que comprometa o funcionamento do SO, o usuário poderá restaurá-lo ao estado original com um reset convencional (no qual arquivos e documentos são mantidos intactos) ou completo (todo o conteúdo do sistema é retrocedido, como se fosse uma formatação).

Para as pessoas que adoram personalizar o computador, gastando horas com tal procedimento, a nova versão do Windows possibilita a criação de um disco especial que armazena todas as preferências das contas ativas no PC.

Virtualização

O Windows 8 será lançado com o Hyper-V nativamente embutido aos seus recursos. Esse componente consiste em uma tecnologia para a virtualização de discos com maior eficiência. Utilizando essa ferramenta, é possível executar instâncias operacionais de diversas versões do sistema em completa harmonia.

Com esse aprimoramento, as imagens ISO podem ser rodadas como unidades separadas, evitando problemas de compatibilidade com o sistema e proporcionando mais estabilidade durante seu funcionamento.

Barra de pesquisa

O sistema de buscas no Windows 8 também foi reformulado. Nessa versão do SO, sempre que o utilizador digitar uma palavra para pesquisar por aplicativos, arquivos ou documentos no PC, ele tem a sua disposição filtros para que possa refinar a procura e encontrar o conteúdo desejado com maior agilidade.

Sincronização

Uma das coisas mais chatas ao trocar de computador é ter que configurar todas as preferências novamente. Essa atividade um tanto quanto incômoda deve ser amenizada na última edição do Windows. Isso porque ele conta com um mecanismo de sincronização de dados, o qual permitirá que temas, aplicativos, idioma, histórico de navegação e configurações de acessibilidade sejam transferidos para outras máquinas.

USB 3.0

A compatibilidade do Windows 8 com a tecnologia USB 3.0 já era esperada pelos entusiastas e especialistas. Contudo, a confirmação e a demonstração desse suporte em funcionamento foram animadoras. Durante a apresentação do sistema pela Microsoft, um arquivo com 1 GB foi transferido ao mesmo tempo entre portas USB da segunda e terceira geração. O padrão mais recente teve um desempenho dez vezes mais rápido que seu antecessor.

Acesso remoto

O acesso remoto do Windows sempre foi motivo de muitas críticas por parte dos profissionais de manutenção de computadores. Na versão mais recente do sistema operacional, esse recurso foi remodelado para que a comunicação aconteceça de maneira mais dinâmica e que as máquinas possam ser controladas com mais facilidade - incluindo a compatibilidade para dispositivos com telas touchscreen.

Segundo informativos da Microsoft, dependendo das configurações realizadas, será possível acessar a lista de processos em execução e uma infinidade de informações avançadas pelo acesso remoto nativo do sistema.

Windows Live

Uma ótima notícia para quem é usuário do Windows Live Essentials: todos os aplicativos do serviço terão integração com o Windows 8. Conforme demonstrado pela empresa, com apenas alguns cliques, os usuários são capazes de cadastrar suas contas.

Assim, eles podem acessar calendários, caixa de entrada de emails e documentos alocados no Skydrive (sem precisar do acesso remoto) com pouquíssimos passos. É válido salientar que o sistema pode integrar-se nativamente com serviços e redes sociais, como o Twitter, o Facebook e o LinkedIn.

Tela azul da morte

Quando a conhecida "tela azul da morte" aparece, muitos usuários sentem calafrios. A ideia de que o PC está com um sério problema é inevitável. Tentando amenizar esse sentimento, a Microsoft decidiu elaborar uma imagem mais simpática e uma mensagem mais inteligível. Até o presente momento, o aviso diz: "Seu PC teve um problema que não conseguiu solucionar e agora precisa ser reiniciado".

Além disso, a mensagem exibe algumas palavras-chave que o utilizador pode usar para pesquisar uma solução na internet ou informar ao suporte técnico. Diferentemente de edições anteriores, no Windows 8 não é preciso reiniciar de forma manual. No canto inferior da tela existe um contador que indica o tempo restante para que o processo seja feito automaticamente.

Teclado Virtual

Como o Windows 8 foi desenvolvido com grande enfoque em equipamentos portáteis com tela sensível ao toque, o Teclado Virtual teve que ser remodelado. O novo recurso de digitação oferece sugestões de autocompletar em uma posição agradável (na lateral direita do teclado), possibilitando que o utilizador não precise tirar as mãos do dispositivo para aproveitar o termo sugerido.

Além disso, o Teclado Virtual conta com um modo alternativo de utilização. Com as teclas dividas e dispostas nas laterais da tela, o usuário pode digitar apenas com os polegares.

Gerenciador de transferências

Outro recurso que tem sua renovação rapidamente percebida pelo usuário é o Gerenciador de Transferências (aquelas janelas que são exibidas quando você copia e cola um arquivo). No sistema operacional mais recente da Microsoft, todos os processos de realocação de conteúdo são reunidos em uma única caixa de diálogo.

Cada transferência tem suas informações monitoradas em tempo real, sendo que a velocidade de transferência e o tempo restante para término da ação são apresentados em forma de gráficos - facilitando o entendimento do usuário. Por meio de botões de fácil acesso, o utilizador pode parar, pausar ou retomar cada arquivo a ser copiado ou movido.

Fonte: Terra, www.terra.com.br