Robô joga ping-pong e pode calcular rebatidas em jogadas de adversário humano

Robô jogando ping-pong foi uma das atrações da feira

Uma das atrações principais da Ceatec 2014 foi um robô que simplesmente jogou tênis de mesa de forma profissional com seres humanos. Trata-se do Omron, uma máquina de grande porte com braços mecânicos que facilmente calgula como vai rebater as jogadas utilizando um sistema de sensores e algoritimos. A empresa tem como meta não é criar um campeão de ping-pong, mas um ajudante em fábricas industriais.


Ainda um protótipo, o robô consegue rastrear a velocidade e localização da bola, além dos movimentos do jogador e da raquete do adversário. Com isso, calcula como reagir. Ou seja, “pensa” de uma forma bem mais inteligente do que a da maioria dos robôs, já que é capaz de mudar suas ações de acordo com estímulos imprevisíveis.

Nas fábricas, o Omron servirá para diferenciar elementos que parecem iguais e colocá-los em suas posições corretas em um ciclo de produção. "Ele é uma demonstração de como os robôs podem interagir com uma pessoa e reagir de maneira apropriada. Nós visualizamos este robô em fábricas, ajudando em linhas de produção e interagindo com um trabalhador”, afirmou Takuaya Tsuyuguchi, diretor da Omron.

Na exibição, a empresa responsável afirmou que diminuiu a capacidade do robô para evitar que ele ganhasse todos os jogos. Talvez por isso, apesar de conseguir rebater de quatro a vinte ataques em sequência, ele tenha perdido a maior parte das disputas realizadas.

O protótipo é uma máquina gigante, mas os seus produtores também esperam resolver esta questão em breve, com um redesign. No entanto, o público em geral não terá acesso ao robô. A companhia planeja negociá-lo apenas com empresas que o utilizarão para fins industriais. Assista a um vídeo do robô abaixo:

Clique aqui e curta a página do meionorte.com no Facebook

Fonte: Techtudo