Site "Recomende Um Ex" promete transformar pé na bunda em felicidade

Circulando pelas redes sociais desde terça-feira (12), o site "Recomende Um Ex" (recomendeumex.tumblr.com) nasceu de uma missão quase altruísta.

"Advogado, dono de fazenda, cabeças de gado e de um corpão. Muito carinhoso!" É assim que o estudante de direito Rodolfo Abbud, 20, é descrito em um site. Pareceria autopromoção, não fosse por um detalhe: o texto não é dele.


Site

Circulando pelas redes sociais desde terça-feira (12), o site "Recomende Um Ex" (recomendeumex.tumblr.com) nasceu de uma missão quase altruísta: recomendar ex-namorados, rolos e afins queridos, mas com quem, por um motivo ou outro, o relacionamento não deu certo.

A atitude é a "chance de transformar a culpa ou o remorso daquele pé na bunda em felicidade", como dizem seus idealizadores, os publicitários Carla Cortegoso, 26, Caio Andrade, 25, e Lucas Ohara, 21, que negam a pretensão de promover a agência para a qual trabalham.

"É só a vontade de fazer algo bacana pelas pessoas", afirma Carla, que, para dar o pontapé inicial, indicou o ex-namorado, com quem não fala há cerca de dois anos. "Às vezes, o que não deu certo para você pode funcionar com outra pessoa."

Nos primeiros três dias de atividade, o site recebeu mais de 200 indicações e amealhou 1.000 seguidores.

Para o psicólogo especialista em relacionamentos e professor da USP Aílton Amélio da Silva, não basta ter boas intenções. "Acho que a pior coisa é ser indicado por alguém que não te quis mais. Parece um ISO 9000 [certificação de qualidade] ao contrário."

Abbud, "dono de fazenda, cabeças de gado e de um corpão", só soube que foi parar no site após receber centenas de mensagens e solicitações de amizade no Facebook. "Estranhei quando, do nada, um monte de mulheres veio me adicionar. Perguntei para uma delas de onde eu a conhecia e só aí fiquei sabendo do que se tratava."

Ele diz ter levado com humor. "Mas não acho muito legal ter a imagem divulgada assim, pode ser desconfortável para algumas pessoas." Os coordenadores prometem retirar o nome de quem pedir.

A estudante de moda Coraline Sabourin, 23, e o publicitário Danilo Romeiro, 26, não veem problema em terem seus perfis divulgados no site. Outrora namorados, descobriram-se bons amigos há três anos. "Falei para ele que ia recomendá-lo, e ele fez o mesmo", diz Coraline.


Site

Os dois riem das circunstâncias. "Me chamaram para "comer uns churrasquinhos e dar uns beijinhos"", diverte-se a estudante, que diz não estar levando as investidas dos homens muito a sério. Romeiro, enquanto isso, está de conversa com quatro garotas.

A estudante de administração Tatiana Ikeda, 20, ainda não foi parar no site, mas é simpática à ideia. "É como uma carta de recomendação. Para você passar muito tempo com alguém, tem que ser uma pessoa de caráter."

Mas faz uma ressalva: não gostaria que a recomendação partisse do último ex-namorado. "A indicação de qualquer outro faria com que eu me sentisse honrada. Mas, se viesse dele, eu não sei se ficaria feliz ou se me sentiria rejeitada", afirmou.

Fonte: Folha