Sites monitoram mensagens e fotos no Twitter

A postagem pode ser feita pelo site do Twitter, pela página mais leve para acesso em telefones celulares ou por SMS

Baseado na troca de mensagens curtas de até 140 caracteres o Twitter não para de crescer no mundo todo porque permite a publicação e visualização de mensagens quase que instantaneamente.

Para facilitar a divulgação e busca por assuntos específicos, os usuários usam as tags ? o mesmo que palavras-chave ? como identificação. É bem provável que na noite de Ano-Novo as tags mais usadas serão #2010 e #happynewyear (feliz Ano-Novo, em inglês). É só escrever a mensagem sobre esse assunto e no final colocar uma dessas duas palavras sempre precedidas do símbolo ?#?.

A postagem pode ser feita pelo site do Twitter, pela página mais leve para acesso em telefones celulares ou por SMS, a partir de um serviço chamado sms2blog. Ele oferece dois números de celulares (uma linha da Vivo e outra da Tim) para envio do SMS com a mensagem que vai ser postada. Antes, é preciso fazer o cadastro no site do serviço, que aceita número de telefone das principais operadoras. Clientes da Vivo e da Tim levam vantagem porque geralmente o envio de SMS para a mesma operadora da qual o cliente faz parte faz com que o preço por mensagem seja mais barato. Vale a pena consultar quanto a sua operadora cobra para envio de SMS a celulares de outras empresas.

A busca por mensagens no Twitter, por exemplo sobre o Ano-Novo, é bastante simples. O internauta, usuário ou não do Twitter, entra em http://search.twitter.com e faz a pesquisa por essas duas tags ou por qualquer outra palavra. As mensagens mais recentes aparecem na lista de resultados.

O site TweetTabs tem espaço para buscas múltiplas. Ele gera um painel com a lista de palavras buscadas uma ao lado da outra e atualiza em tempo real.

Já o PicFog surgiu para que o internauta veja fotos do mundo todo ao mesmo tempo em que elas são postadas no Twitter. A atualização é automática e a página tem um espaço para buscas, o que facilita pesquisar por temas específicos.

Fonte: R7, www.r7.com