Tablet da Amazon começará a ser vendido no Brasil

Tablet da Amazon começará a ser vendido no Brasil

Rival do iPad, Kindle Fire tem 7 polegadas e custa US$ 200

A Amazon revelou nesta quarta-feira (28) o tablet concorrente do iPad, o Kindle Fire, que custa US$ 200. O modelo do aparelho que será vendido por este preço terá tela de 7 polegadas, conexão Wi-Fi e roda o sistema operacional Android, do Google.

O tablet começará a ser vendido no dia 15 de novembro.

O modelo mais barato do iPad, da Apple, custa US$ 500 nos Estados Unidos, mas tem tela de 9,7 polegadas. No Brasil, o tablet custa R$ 1.650 o modelo mais barato.

O tablet da Amazon tem tela sensível ao toque, processador dual-core e conexão Wi-Fi para baixar conteúdo da web. No entanto, ele não possui câmera, microfone e conexão 3G, o que permitiria acessar a internet em qualquer local. Seu peso é de cerca de 400 gramas ? o iPad 2 apenas com conexão Wi-Fi tem 601 gramas.

A Amazon criou uma versão própria do sistema Android para deixá-lo mais fácil de usar pelos usuários do novo tablet. Ele promete apresentar o conteúdo de revistas, livros, filmes, jogos e aplicativos de modo mais ágil do que o visto em versões tradicionais do Android.

O usuário poderá comprar livros, filmes e músicas por meio da Kindle Store, da Android Appstore, Amazon MP3 e Prime Instant Video. O Kindle Fire terá acesso a mais de 100 mil filmes e seriados de TV, 17 milhões de músicas em MP3, além do acesso às lojas de aplicativos. Serviços de conteúdo na nuvem da empresa também estarão disponíveis no Kindle Fire como o Amazon Cloud Player, Amazon Cloud Drive e Kindle Cloud Reader. Todo o conteúdo do Kindle Fire poderá ser armazenado na Amazon Cloud.

O Kindle Fire não terá conexão com o computador, feita normalmente com um cabo. Em vez disso, as atualizações de conteúdo serão feitas automaticamente pela internet, utilizando uma rede sem fio.

O navegador do tablet, chamado Amazon Silk, carrega as páginas mais rápidas pois ?antecipa? sites que o usuário costuma visitar, armazenando os dados na memória do aparelho. Os dados do site acessado ficam armazenados na nuvem da Amazon e, quando é acessado novamente, permite um carregamento mais rápido. A empresa afirma que em vez de carregar uma página em 100 milissegundos, o site é carregado em 5 milissegundos.

Aplicativos como Facebook, Twitter e o Netflix, para filmes sob demanda, estarão disponíveis para download gratuito por meio da loja virtual da Amazon.

A Amazon afirma que uma versão do Kindle Fire com tela sensível ao toque de 10 polegadas pode chegar ao mercado em 2012.

Novos leitores digitais Kindle

A Amazon também revelou um novo modelo do seu leitor digital, chamado Kindle Touch, que custa US$ 100. O novo aparelho vem com uma tela com tecnologia de papel digital (e-ink) sensível ao toque e sem teclado, diferentemente das versões anteriores. Conforme Jeff Bezos, CEO da Amazon, o dispositivo é menor e mais leve e apresenta apenas conteúdo em preto e branco.

O Kindle Touch também terá versão com conexão 3G, que custará US$ 150. Os vendas dos dois leitores digitais começam em novembro, mas a Amazon começa a pré-venda dos aparelhos nesta quarta-feira.

A companhia lançou também um novo leitor digital Kindle, 18% menor que a terceira geração do aparelho, sem teclado e tela sensível ao toque, com botões e um direcional digital, que custará US$ 80.

Fonte: G1