Telefones celulares do Rio, Espírito Santo e São Paulo adotam nono dígito

Telefones celulares do RJ, ES e de SP adotam nono dígito

A partir do dia 27 de outubro, todos os telefones celulares dos estados do Rio de Janeiro (DDDs 21, 22 e 24) e do Espírito Santo (DDDs 27 e 28) terão o dígito 9 acrescido ao início dos números, a exemplo do que ocorre na capital paulista e arredores (DDD 11). Os demais celulares do interior de São Paulo (DDDs 12 a 19) serão alterados a partir de 25 de agosto. O anúncio foi feito hoje (22) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

As medidas, tomadas para atender à demanda crescente pelo serviço, não se aplicam a serviços móveis especializados de rádio iniciados com os dígitos 77 e 78. De acordo com o coordenador de Numeração da Anatel, Afonso Feijó, a capacidade do sistema com oito dígitos permite 37 milhões de acessos ao serviço móvel para cada DDD. ?Com o acréscimo do nono dígito, a capacidade passará para 90 milhões?, informou.

?No Rio de Janeiro, a capacidade está se esgotando. Atualmente há pouco mais de 20 milhões no DDD 21. Em todo o estado há cerca de 25 milhões. No interior de São Paulo, há aproximadamente 30 milhões de usuários?, acrescentou Feijó. As cidades com maior número de telefones celulares são Campinas (DDD 19) e Ribeirão Preto (DDD 16).


Telefones celulares do RJ, ES e de SP adotam nono dígito

A capital paulista e algumas localidades próximas que usam o DDD 11 adotaram o nono dígito em julho do ano passado. Segundo a Anatel, não houve grandes complicações para os usuários se adequarem ao novo padrão. ?As dificuldades são comuns e as pessoas vão se acostumando com elas. Esse prazo que damos será suficiente para os usuários se acostumarem?, disse o superintendente de Outorga da Anatel, Marconi Maya.

Para evitar transtorno aos usuários, as chamadas feitas com oito dígitos serão completadas normalmente até o dia 3 de setembro, no caso das ligações para celulares de São Paulo; e até 5 de novembro, no caso do Rio de Janeiro e Espírito Santo. A partir dessas datas, uma mensagem orientará o usuário sobre a mudança. ?Dependendo da característica de cada rede, a ligação poderá ou não ser completada?, acrescentou Feijó.

A previsão é que os celulares de todo país estejam padronizados com nove dígitos até o final de 2016, com a entrada dos estados das regiões Sul e Centro-Oeste, além do Acre e Tocantins. Os demais estados da Região Norte terão o nono dígito acrescido até o final de 2014; e os do Nordeste, além de Minas Gerais, até o final de 2015.

Fonte: Agência Brasil