Tempo de navegação do usuário na web cresce 10,6% no Brasil

Em ao menos um desses ambientes, 33,2 milhões de pessoas estiveram conectadas

O internauta brasileiro navegou uma média de 44 horas e 59 minutos durante o mês de junho, o que representa um aumento de 10,6% em relação ao mês anterior. O número se refere tanto à navegação doméstica quanto àquela feita no trabalho. Os dados foram divulgados pelo Ibope nesta quarta-feira (15).

Em ao menos um desses ambientes, 33,2 milhões de pessoas estiveram conectadas. O número, entretanto, é 3,9% menor do que o mês passado, quando 34,5 milhões de pessoas acessaram a internet.

O número total de usuários com acesso à internet em casa ou no trabalho é de 44,5 milhões, de acordo com o Ibope.

Somente no âmbito da internet residencial, o tempo de navegação aumentou 8,1% e atingiu a marca inédita de 27 horas e 48 minutos por pessoa --superando o pico de 26 horas e 15 minutos que havia sido registrado em março de 2009. O número de internautas ativos em residências manteve estabilidade em relação ao mês anterior e permaneceu em cerca de 25,6 milhões.

A quantidade de pessoas que moram em domicílios em que há a presença de computador com internet é de 40,2 milhões.

O Ibope informa que projeta a existência de 62,3 milhões de pessoas com acesso à internet em qualquer ambiente --como residências, trabalho, escolas, LAN houses, bibliotecas e telecentros.

Entre as dez subcategorias com maior tempo de navegação por pessoa, "portais" registrou o maior aumento com crescimento de 22% em relação ao mês de maio. A categoria foi seguida por "ferramentas de internet", que cresceu 20%. Os e-mails aparecem em terceiro lugar, com 16%.

De acordo com o Ibope, entre os dez países em que é realizada a pesquisa, o Brasil continua com o maior tempo por usuário, tanto na navegação em páginas quanto no tempo total, incluindo programas on-line.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br