Teste com avião movido a energia solar é adiado

Teste com avião movido a energia solar é adiado

Equipe do Solar Impulse quer realizar voo completo ao redor da Terra

Os testes para o primeiro voo de um avião ao redor da Terra com uso de energia solar foram adiados nesta quinta-feira (1) pela equipe do projeto suíço Solar Impulse. Não há data definida para um novo teste.

Segundo os organizadores da experiência, o protótipo HB-SIA apresentou problemas de telemetria. O piloto Andre Borscheberg afirmou que o defeito está em uma peça de medição construída na Alemanha que integra o equipamento.

O objetivo era o de conferir o desempenho da aeronave em um voo com 24 horas de duração. A ideia dos organizadores era manter o aeroplano no ar durante todo o dia e utilizar o montante de energia armazenado nas baterias para que o voo durasse até o amanhecer do dia seguinte.

Bernard Piccard, co-fundador do Solar Impulse, afirmou que o voo deverá ocorrer antes de agosto, quando os dias começam a diminuir em duração no Hemisfério Norte, acarretando exposição insuficiente dos painéis solares à luz. Segundo Piccard, as baterias não seriam carregadas suficientemente e o avião não teria energia para voar durante toda a noite.

Munido de painéis solares para armazenar energia, o protótipo decolou pela primeira vem em 7 de abril, quando o piloto Markus Scherdel sobrevoou a região de Payerne, no oeste da Suíça. As asas da aeronave têm uma envergadura similar à de um Airbus A340 (63,40 metros), mas o aparelho pesa apenas 1.600 quilos.

Fonte: g1, www.g1.com.br