Vírus pode deixar computadores sem internet na segunda

Vírus pode deixar computadores sem internet na segunda

O código malicioso foi desenvolvido por uma rede de pirataria descoberta na Estônia

Nesta segunda-feira (09/07), milhares de pessoas em todo o mundo poderão ficar sem acesso a internet. Tudo por causa do malware "DNSChanger", que infectou cerca de 500 mil computadores no final do ano passado.

O código malicioso foi desenvolvido por uma rede de pirataria descoberta na Estônia. Ele tem o poder de modificar as configurações de DNS dos computadores e redirecionar páginas e resultados de pesquisas dos usuários para sites infectados ou de origem maliciosa e rouba informações pessoais. Além disso, o vírus bloqueia o acesso a links que possam oferecer soluções para limpar a máquina dessa ameaça.

Para evitar a contaminação de mais máquinas, o FBI decidiu cortar o acesso a internet de todos os computadores infectados. Mas para não prejudicar os usuários, instalou servidores temporários e seguros para manter o acesso web e dar tempo para os internautas limparem suas máquinas e se protegerem contra o DNSChanger.

No entanto, na segunda-feira estes servidores temporários serão desligados definitivamente e as máquinas que estiverem contaminadas não poderão acessar a internet. Pelas contas do FBI, são 277.000 as máquinas infectadas no mundo todo, inclusive no Brasil.

Para ajudar na limpeza das máquinas, foi criado o site www.dcwg.org, que permite aos usuários descobrir se estão infectados e, em caso positivo, fazerem a "vacinação" do computador.

Crackers presos

Em novembro passado, seis crackers estonianos foram presos acusados pela criação do DNSChanger. Segundo o FBI, a fraude rendeu US$ 14 milhões em receitas ilegais.

Fonte: Época